Enduro Montanhas Off Road 2018 terá show de Rita Lee Cover oficial

Mila Lee -- Rita Lee Cover (fundo branco)

FOTO: DIVULGAÇÃO

Uma super produção está sendo preparada para esse evento, que promete agitar o cenário motociclístico

Uma mega produção está sendo preparada para o show da Rita Lee Cover Oficial & Banda Rock’nboles durante o Montanhas Off Road 2018, agendado para o dia 19/05 no Cine Teatro ‘Fábio Andrade de Oliveira’ na cidade de Extrema/MG. O gigantesco cenário da turnê ‘A Marca da Zorra’, além das luxuosas réplicas dos figurinos e arranjos usados pela própria Rita Lee pelo Brasil e mundo, prometem enobrecer o evento que é considerado um dos mais importantes do segmento motociclista.

Mega show para Extrema e região

A Rita Lee Cover & Banda Rock’nboles (grupo cover oficial da Rita Lee) fará um show exclusivo no belíssimo Cine Teatro de Extrema. A voz afinadíssima da cantora Mila Lee e a banda tocarão hits como “Agora Só Falta Você”, “Desculpe o Auê”, “Bwana”, “Erva Venenosa”, “Ovelha Negra”, “Lança Perfume”, “Doce Vampiro”, “Luz Del Fuego” e muitas outras canções. Réplicas luxuosas dos figurinos que foram emprestados pela própria Rita Lee à banda estão na Turnê 2018 – “RITA LEE – 70 ANOS DE ROCK” que agora chega ao Sul de Minas. Mila e Tony Fonseca (produtor artístico e musical da banda, além de primeiro cover de Rita) adiantaram que o show de Extrema será um grande presente para Extrema e para os motociclistas do evento.

Entrevistas de Rita Lee e Roberto de Carvalho sobre o trabalho do cover, fotos dos figurinos, curiosidades e muito mais estão no site http://www.ritaleecover.com e também no http://www.facebook.com/ritaleecover

Banda cover oficial

A banda Rock’nboles faz apresentações pelo Brasil há mais de 28 anos e prepara uma turnê especial para comemorar os 70 anos da rainha. “Somos o único grupo cover reconhecido pela própria Rita. Inclusive a nossa própria madrinha, Roberto de Carvalho e parte da equipe nos assistiram em 1996 no Teatro Mazzaroppi, em São Paulo. Ela nos batizou com o nome ‘Rock’nboles’ e disse após o show: ‘Eles são verdadeiros mestres na arte da imitação requintada. Levei um susto quando os assisti – foi tal o negócio da cópia ter ficado melhor que a original!’, brincou Rita.

Para Mila, Rita é atemporal e um símbolo de empoderamento feminino. “A proposta é divertir, entreter e homenagear àquela que sempre contribuiu para a MPB”. A banda é composta por Mila Lee no vocal, Tony Fonseca no violão 12 cordas (além de percussão, backing vocals, flauta transversal, gaita e guitarra), Rodrigo Pereira no baixo, Lennon na guitarra, Carlos Eduardo Gonçalves (Cadu) na bateria, Valter Salviano nos teclados (e backing vocal) e Léo Demeter também no backing vocal.

Adrenalina em duas rodas

O Montanhas Off Road tem largada programada para o sábado em Atibaia/SP, e passará pelo município paulista de Bom Jesus dos Perdões. A segunda etapa será no domingo (20), com largada e chegada em Extrema. Para o organizador do enduro, Gilberto Alves de Souza Mieldazic – “Giba”, da equipe Alphatrilha, é uma prova que testa as habilidades dos pilotos e a resistência das motos.

“A disputa acontece em dois dias, passando por lugares com grande beleza natural – o que acirra ainda mais a competição e os olhos. O percurso é feito de desfiladeiros, cachoeiras, picos e muito verde vivo da Serra do Lopo (Mantiqueira). Convido a todos os interessados em participar desse grande enduro feito por pilotos para pilotos”, disparou Giba. Ele fez questão de salientar que a equipe conta com o diretor técnico Ferre, apoiado pelo experiente Uruca e com a coordenação logística do Teddy. “Temos uma equipe técnica de peso. O Saulo Silva, de Luminárias/MG, para montagem da planilha, e Boka para realizar a apuração precisa do evento – além de uma grande equipe por trás dos roncos dos motores”, salientou Giba.

O site para inscrição é:

www.monstanhasoffroad.com.br

Este slideshow necessita de JavaScript.

Yamaha mantém domínio no Brasileiro de Enduro e vence três categorias

1

FOTO: JANJÃO SANTIAGO

Depois de estrear com domínio em Itupeva, equipe repete o feiro e conquista mais 3 vitórias com seus pilotos, na segunda etapa do Campeonato, em Patrocínio/MG

O português Luis Oliveira deu um verdadeiro show de pilotagem durante todo o final de semana e garantiu mais uma vitória na Categoria E2. O piloto amplia a vantagem na classificação do Campeonato e com duas provas disputadas, abre ainda mais vantagem para o segundo colocado. “Consegui andar muito bem no sábado e conquistei a vitória na minha categoria e na Geral. No domingo também vinha imprimindo um bom ritmo e mantive a liderança durante toda a prova. Mas, antes da última especial começou a chover muito e a pista ficou muito lisa. Acabei caindo na especial e com isso perdi a liderança na Geral, mas ainda consegui a vitória na minha categoria. Não estou feliz com o resultado, pois sei que poderia ter sido melhor”, comentou Luis Oliveira.

Já na categoria E3 o mineiro Rômulo Bottrel mais uma vez foi absoluto. Mostrou superioridade na categoria para motos dois tempos e acima de 450cc quatro tempos. O piloto venceu os dois dias de prova e se mantém invicto na temporada. “Gostei bastante do meu ritmo, principalmente levando em conta que ainda não estou 100% recuperado. Tentei garantir minha categoria e deu certo, foram mais duas importantes vitórias no campeonato. Consegui vencer as 4 etapas do campeonato até aqui e lidero a categoria. Estou me dedicando ao máximo na fisioterapia, pra voltar a forma o mais rápido e lutar pelas vitórias também na Geral”, disse Rômulo Bottrel.

O jovem Patrik Capila mais uma vez foi o grande nome da Categoria Enduro Junior, destinada aos pilotos até 23 anos. O atleta capixaba mostrou domínio e venceu os dois dias da disputa. Além da vitória na sua categoria, ficou com a quarta colocação na classificação geral, mesma posição que ocupa na classificação do Campeonato. “Andei bem durante todo o fim de semana, mas poderia ter evitado alguns erros bobos e ter um resultado ainda melhor. Viajo nesta segunda pra Europa e vou participar de três provas lá, uma pelo campeonato português e duas pelo campeonato Mundial. Essa experiência vai ser muito importante e pretendo chegar ainda mais forte pra Biguaçu, próxima prova do campeonato”, relatou Patrik, que retorna da Europa pouco antes da próxima etapa do Brasileiro.

Ronald Santi teve problemas no final de semana e não saiu satisfeito da prova em Minas. Competindo em seu estado, contava com dois bons resultados, já que a disputa em sua categoria está bastante acirrada. No sábado liderava a prova e teve problemas com o combustível, mas ainda assim conseguiu salvar o segundo lugar na prova, ficando a apenas 4 segundos do líder. Já no segundo dia, também teve problemas e achou melhor abandonar, já que o regulamento prevê dois descartes durante o campeonato. “Final de semana difícil pra mim. No sábado estava ganhando a prova quando tive um problema no carburador, por causa de sujeira na gasolina, mas ainda conseguimos salvar a segunda colocação, a apenas 4 segundos do primeiro colocado. Já no segundo dia tive outro problema logo na primeira especial do dia, perdendo muito tempo e perdendo a oportunidade de conquistar um bom resultado. Mas estou muito feliz com meu desempenho e com minha velocidade. Vamos pra próxima!”, desabafou Ronald Santi.

O próximo compromisso da equipe pelo Campeonato Brasileiro será na cidade de Biguaçú/SC, nos dias 19 e 20 de maio.

Maiara Basso quer manter a liderança no Campeonato Brasileiro de Enduro FIM

3

FOTO: IDARIO CAFÉ

Piloto está 6 pontos à frente da segunda colocada

O Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2018 terá sua segunda etapa realizada neste fim de semana, dias 14 e 15 de abril, na cidade de Patrocínio, localizada na região do Alto Paranaíba, em Minas Gerais. A gaúcha Maiara Basso lidera a categoria E Feminina e espera brigar por vitórias para manter a posição na tabela.

Em cada dia, os participantes darão três voltas no trajeto. O circuito terá três trechos especiais (cronometrados): o Cross Teste Yamaha, de 2 km, o Cross Teste Moto Center Reis, de 3,7 km, e o Enduro Teste Prensato, com 3 km e 100% de terreno arenoso. A base será no Espaço Cultural, onde o público terá acesso livre para prestigiar.

Maiara se mostra confiante. “Vencer a abertura me deixou muito animada. Esta é a primeira vez que disputo a competição, então, tudo é novo. Mas venho treinando bastante e estou me adaptando fácil, adorando a nova modalidade”, afirma a tricampeã brasileira de motocross.

Confira a classificação:

E Feminina

1 – Maiara Basso – 50 pontos (Pro Tork)

2 – Janaina Fagundes – 44 pontos

3 – Bárbara Neves – 40 pontos

4 – Tainá Aguiar – 36 pontos

5 – Marcely Cazadini – 32 pontos

Bárbara Neves conquista primeiro título brasileiro de Enduro FIM

2

FOTO: DIVULGAÇÃO

A goiana Bárbara Neves, de 17 anos, estreou da melhor forma no Campeonato Brasileiro de Enduro FIM: com o título da classe EFeminina. A façanha foi confirmada neste domingo (17) durante a etapa de Araxá (MG), válida como a grande final para as mulheres.

“Foram meses de treinamento e dedicação, é muito gratificante saber que valeu a pena. O título também é de todos os que estão sempre do meu lado”, disse a atleta. Ela representa a equipe Rinaldi ASW Zanol Team, ao lado de Vinícius da Silva “Musa” – que também fez bonito na corrida de Araxá ao vencer a EJr.

Para as categorias masculinas, a prova representou a sexta e penúltima etapa do calendário do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. Os irmãos Rigor Rico e Ripi Galileu, da Sherco Brasil, foram ao pódio da E3 (2º e 3º lugares, respectivamente). Ronald Santi foi o quarto mais rápido da E2.

A decisão está marcada para os dias 14 e 15 de outubro, em Farroupilha (RS).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Categoria EAmador é a porta de entrada do Brasileiro de Enduro FIM

1

Foto: Fred Mancini/Mundo Press

Novidade da temporada 2017, a categoria EAmador é a porta de entrada para o Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. A classe direcionada aos estreantes tem a aprovação dos pilotos e é responsável por formar a base da modalidade na principal competição do país.

Gaúcho de Caxias do Sul, Willian Palandi domina as disputas da EAmador. Ele venceu as quatro primeiras corridas e, apesar de não ter participado da quinta etapa, segue firme na liderança com 200 pontos. “A criação da categoria foi uma oportunidade muito legal para ver como funciona o Brasileiro de Enduro FIM”, disse o piloto de 27 anos. Ele anda de moto desde os 13 e, nos últimos três anos, competiu em provas regionais.

“O que eu mais gosto na modalidade é o clima de amizade entre os competidores. Na hora de acelerar, é cada um por si, mas sempre com respeito.” O desempenho dele já foi reconhecido e rendeu passaporte para uma das principais equipes do campeonato, a KTM Sacramento Racing. “Fiquei muito feliz, o convite trouxe ainda mais gás para eu me dedicar ao esporte. Quem tiver a oportunidade de competir no Brasileiro deve agarrar a chance com as duas mãos, sem dúvidas vale muito à pena”, acrescentou Palandi.

Outro destaque da EAmador é Augusto Benvenutti, piloto de 21 anos, de Farroupilha (RS). Ele venceu a quinta etapa do calendário e ocupa a vice-liderança da categoria com 136 pontos. “Antes da EAmador era complicado começar a correr no Brasileiro direto nas principais categorias, como E1, E2 e Júnior, que apresentam pilotos profissionais e de altíssimo nível técnico. Os estreantes querem o contato com a elite do esporte e, acima de tudo, andar de moto e ter diversão nas trilhas”, explicou.

Ele pratica o motociclismo off-road há mais de três anos e, antes da EAmador, nunca tinha acelerado pelo Campeonato Brasileiro. Além do pai, que compete pela E45, Benvenutti divide o box com quatro amigos. “O Brasileiro de Enduro FIM é uma chance incrível de estar com a galera e de conhecer novos terrenos e desafios pelo país. Existe a rivalidade em cima da moto, mas nos bastidores todos se ajudam”, concluiu o piloto.

Este slideshow necessita de JavaScript.