Carbon Stealth

IMG_3717

FOTO: JIMMY BELO

Uma Harley-Davidson Night Road 2013, com cerca de 4 mil quilômetros rodados foi customizada para atender ao desejo de um motociclista jovem, porém, com grandes sonhos voltado ao mundo duas rodas. Acompanhe o passo a passo da mutação agora, no portal Acelera Derrico

“Esse projeto de customização trata-se de um body kit, que em português podemos denominar como corpo de carenagem, que eu mesmo desenvolvi. Foi totalmente criado na massa de modelagem e fui esculpindo no dedo, na raça, para que o design ficasse do jeito que eu e o dono da moto queríamos, ou seja, algo único! Foram quase 60 dias de trabalho para criar essa raridade”. Assim começamos a falar da “Carbon Stealth”, nome dado à Harley-Davidson Night Road 2013 depois do processo de customização executado pela Hot Custom. As palavras acima proferidas são de Jimmy Belo, dono da oficina localizada na Vila Olímpia, em São Paulo, que desde 2010 atua na área e já customizou mais de 1000 motos.

Depois de criar a peça piloto em fibra de vidro e o molde, as peças finais em fibra de carbono foram incluídas no processo. “Esse é o grande diferencial desse kit, o design que ele apresenta, pois nenhuma moto no mundo é igual. Existe algo parecido na Alemanha, mas não tem o mesmo corpo que o nosso. Conseguimos dar um ar mais musculoso à motocicleta, e mais, levamos o tanque de combustível para debaixo do banco. No lugar que seria o tanque, fizemos uma caixa cover para passar o ar. O para-lama traseiro também foi remodelado, bem como o spoiler, onde tem o regulador de voltagem”, comenta Jimmy.

Sem cortes

IMG_3724

FOTO: JIMMY BELO

“O mais legal desse projeto foi que o dono da moto me deu carta branca para criar, é uma responsabilidade muito legal, onde eu posso abusar da criatividade e do visual. Escolhemos uma cor brilhante, e esse tom é feito pela nossa equipe, que é especializada no assunto. Essa moto já vem de fábrica com pneus de 240mm, portanto, não foi preciso alterar isso, nem a ciclística. Acho que, quando a motocicleta é boa, que é o caso dessa, não é necessário alterar esses itens. É uma máquina muito forte e atinge grandes velocidades, então, não há motivos para alterações”, afirma o customizador.

Jimmy Belo afirma que desenvolveu o tanque, a capa do filtro de ar, a rabeta e o escapamento, que foi criado do zero com manta de titânio. As ponteiras integradas ao escapamento e o guidão também tiveram uma atenção especial. “A capa do radiador e todas as outras peças foram confeccionadas em fibra de carbono e fibra de vidro. Fica aparente isso no tanque. O banco é totalmente personalizado e foi feito de acordo com o meu senso de percepção. Para dar um charme maior, usamos uma suspensão a ar regulável, ou seja, o próprio piloto pode subir ou descer a suspensão, de acordo com o seu gosto e necessidade”.

Rodando

IMG_3942

FOTO: JIMMY BELO

Segundo Jimmy, a moto atrai todos os olhares por onde passa. “Já testei muito essa motocicleta e, realmente, a recepção das pessoas é algo impressionante. Ela tem um design incrível, é muito agressiva, e quando a suspensão entra em cena, aí que o público fica extasiado. O tanque também é muito comentado pelos adoradores de motos. Toda vez que saio para passear com alguma máquina customizada pela Hot Custom sempre acabo conseguindo outros trabalhos, pois todo mundo que me para começa a fazer vários questionamentos, até que, um dia, resolvem conhecer a oficina pessoalmente”, comemora Jimmy.

O proprietário

IMG_3967

FOTO: JIMMY BELO

Diego Comunello, de 33 anos, empresário, residente à cidade de Sorocaba, em São Paulo, já teve diversas motos e estava acostumado a rodar de BMW, até que um dia, se deparou com uma Harley-Davidson e foi amor à primeira vista! “Como alguns amigos tinham Harley e são adeptos ao universo custom, algo que também me fascina, eu comprei essa H-D. Me apaixonei pela moto e acostumei com o visual dela, portanto, quis dar uma repaginada”, diz Diego.

Perfil do criador

IMG_3974

FOTO: JIMMY BELO

“A falta de dinheiro faz com que nossa criatividade seja aflorada”. Os primeiros passos de Rodrigo Bello Alecrim, mais conhecido como Jimmy Bello, de 43 anos, no universo da customização foram em 1995, quando ele comprou uma Honda CB 400, já que não tinha dinheiro para adquirir uma Harley-Davidson e decidiu fazer alguns ajustes por conta própria. Nisso, surgiram amigos pedindo para fazer trabalhos parecidos. Isso se multiplicou e, hoje em dia, a paixão se tornou um negócio. “Eu realmente amo o que faço, e não é demagogia. Quando estou na Hot Custom criando, não estou trabalhando, e sim dando vida aos meus sonhos”.

Para Jimmy, a Hot Custom é a oficina de customização mais bem equipada do país. “Nosso foco é fabricar motos que andem e não apenas sirvam para tirar fotografias. Aliar beleza e desempenho sempre foi a ideia principal. Aluguei um espaço pequeno na Vila Olímpia e o sucesso foi imediato, tanto que tive que ir para um local maior. Somos os únicos que fazemos todos os processos dentro da própria oficina. Quero aproveitar, também, para agradecer à Motto Custom, que me concedeu o capacete Motto Bandit para a realização dessa matéria”, finaliza Jimmy.

SERVIÇO:

Hot Custom – Rua Gomes de Carvalho nº 577 – Vila Olímpia – São Paulo/SP.

Telefone: (11) 5092-3685 / (11) 99815-7759

http://www.hotcustom.com.br/

Customização: “The Mighty Four” fará sua primeira aparição no Brasil

honda-cafe-racer-caffeine-custom

FOTO: PAULO PRETZ

Essa Honda CB750 de 1979, transformada em Café Racer estará no BMS 2018

Lançada pelo estúdio “Caffeine Custom” mundialmente em abril, a Caffeine #4, ou “The Mighty Four” tem sua aparição no Brasil confirmada para agosto, durante o BMS, evento que acontecerá em Curitiba entre os dias 17 e 19. O mais impressionante é que essa Café Racer não vem da Europa ou dos Estados Unidos, e sim do Brasil, mais precisamente da cidade de Caxias do Sul.

A criação teve início a partir de uma edição limitada de aniversário da CB750 1979, com apenas 8.000 milhas. Pelas mãos de Bruno Costa (que era designer automotivo antes de trocar sua profissão pela oficina) e do designer gráfico Thiago Zilli, em oito meses de trabalho essa raridade se transformou em uma café racer conhecida mundialmente. “A proposta inicial não foi reinventar o estilo. Mas nos aproveitarmos do que o modelo oferecia de mais especial: um motor original Honda 750cc de oito cilindros. Nós queríamos construir uma café racer, combinando o estilo clássico e elegante com design minimalista”, explicou Bruno.

Detalhes

honda-cafe-racer-caffeine-custom-6

FOTO: PAULO PRETZ

O ajuste de altura foi o primeiro trabalho da lista, o que significou abaixar a suspensão frontal. Depois, eles trocaram a roda traseira Comstar orinal de 17″ por uma aro 18”, o que deu um melhor equilíbrio ao conjunto. Em seguida foi a vez de fazer um novo sub quadro, cobrindo-o com uma rabeta em aço feita à mão. O assento, estofado em alcantara, tem uma aba que esconde uma bolsa para guardar o telefone celular e esconde ainda os componentes eletrônicos: uma central Motogadget e uma pequena bateria de lithium-ion.

Naturalmente, toda a parte elétrica foi redesenhada para proporcionar esse visual minimalista. Uma bela luz traseira em LED completa o trabalho atrás. Na frente, o Caffeine customizou a mesa e um velocímetro analógico exclusivo. As tampas laterais da CB750 não sobreviveram, mas seu inconfundível tanque ainda está lá, com a clássica tampa de alumínio, e agora, carregando um novo logotipo alusivo a esta edição única.

O restante da criação é uma mistura de belas peças originais restauradas com toques sutis. Como o motor estava pouco rodado e funcionando perfeitamente, a opção foi por uma revisão, novas juntas e pintura em preto fosco. Quem quiser vê-la de perto, terá a chance durante o evento BMS, que acontece em Curitiba, de 17 a 19/08.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Está rolando o Battle of the Kings, a competição de customização de motos Harley-Davidson!

Aba Harley-Davidson 01

FOTO: DIVULGAÇÃO

Ao todo, 14 concessionários da marca norte-americana participam do campeonato de personalização no Brasil

Pela primeira vez no Brasil, a marca norte-americana Harley-Davidson promoverá um campeonato de customização entre os seus concessionários. Um total de 14 lojas vão participar da disputa, todos em busca do título denominado “Custom King Brasil 2018. Para apresentar o concurso, a Harley realizou um evento em São Paulo dedicado à imprensa especializada, e Moto Adventure estava lá, acompanhando in loco tudo sobre o fato.

A votação já está aberta ao público e vai até o dia 20/07, no site: http://www.customkings.harley-davidson.com. A apresentação dos finalistas ocorrerá no dia 23/07, em um evento exclusivo. “Esse ano estamos divulgando o concurso no Brasil e nosso principal objetivo é promover cada vez mais a cultura da customização no nosso País”, diz Flávio Villaça, gerente de marketing da Harley-Davidson para a América Latina.

Na galeria de fotos abaixo, é possível ver algumas das motos que estão participando do projeto. Acompanhe:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Motocicleta brasileira vence campeonato mundial de customização nos EUA

4TMCDUMONT_01

FOTO: DIVULGAÇÃO

Futurista e com potência de 300cv, modelo TMC Dumont, da Tarso Marques Concept, tem motor de avião, rodas de 36 polegadas e recebeu o título de campeã no Daytona Bike Week

Se você pudesse fabricar uma motocicleta do zero, ao seu próprio gosto, como seria o projeto dos seus sonhos? Que tal um conjunto de rodas de 36 polegadas totalmente vazadas e com pneus de perfis baixos fabricados exclusivamente para o modelo? Ou então um motor aeronáutico Rolls-Royce Continental V6 da década de 1960 com 300cv de potência, junto a um design futurista e muita fibra de carbono, cromados e ligas metálicas nobres em todo o conjunto?

Parece ficção científica? Pois esta foi exatamente a fórmula utilizada por um brasileiro já bem conhecido do público brasileiro por seus projetos inovadores, para dar vida ao seu grande sonho: a motocicleta TMC Dumont, projeto 100% brasileiro da Tarso Marques Concept, do ex-piloto de Fórmula 1 e Indy, Tarso Marques, que venceu esse que é um dos maiores campeonatos de customização nos Estados Unidos.

Para ter ideia de sua dimensão, são mais de 500 mil pessoas que participam dessa festa. Não por menos, por lá já saíram nomes famosos da fabricação e customização de motocicletas, como os integrantes da família Teutul, da Orange County Choppers; além de Dave Perewitz, Indian Larry, Cyril Huze, entre outros.

Pela primeira vez, Tarso concorreu com uma motocicleta criada e desenvolvida totalmente no Brasil. O nome TMC Dumont, vale dizer, é alusivo ao seu estúdio e também uma homenagem ao pai da aviação nacional, o brasileiro Alberto Santos Dumont.

“O modelo é inovador e representa fielmente a capacidade que nosso país tem em concretizar projetos únicos. O motor de avião, o visual futurista e até o guidão e painel inspirados na aerodinâmica dos aviões, fizeram com que este projeto da TMC Dumont homenageasse um brasileiro visionário:  Alberto Santos Dumont. Minha maior motivação foi mostrar para os americanos a nossa capacidade de criação e inovação com um projeto 100% nacional. E acho que esses troféus das fotos respondem bem essa dúvida e comprovam que, não apenas tivemos sucesso, mas que o sonho valeu a pena”, diz Tarso Marques.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Motodax Motorcycles comemora 15 anos com evento no dia 10 de março

motodax15anos

FOTO: DIVULGAÇÃO

A Motodax Motorcycles comemora 15 anos com um super evento no dia 10 de março, sábado, das 10 às 21h, na sede da oficina (Rua Emílio de Almeida Tôrres, 571 – Campina do Siqueira, Curitiba/PR). Com um vasto histórico no segmento de customização (com especialização em cafe racer) e restauração de motocicletas no Brasil, a Motodax tem em seu portfólio motos como Honda, Triumph, BMW, entre outras marcas. “Esses 15 anos foram de muito trabalho, suor e dedicação, mas também muitas amizades, clientes satisfeitos e superação”, comemora Luiz Felipe Almeida, proprietário da loja.

O evento reúne exposição de motocicletas clássicas, customizadas e restauradas, show com a banda Rock Estrada Moto Club, tradicional Barreado Paranaense, Fish’n Chips (tradicional comida de rua inglesa), Chopp, Água e Refrigerante, Bazar com roupas e acessórios e Barbearia. Será um dia inteiro repleto de atrações para os amantes do mundo duas rodas com entrada gratuita!

Mais informações na página do evento:

https://goo.gl/KXsbwZ, ou pelo telefone (41) 3333-3077.

SERVIÇO:

15 anos da Motodax Motorcycles

Dia 10 de março (sábado) – das 10 às 21h

Local: Rua Emílio de Almeida Tôrres, 571 – Campina do Siqueira, Curitiba/PR

Informações: (41) 3333-3077

Entrada: gratuita

Site: http://www.motodax.com.br

FB: https://www.facebook.com/motodaxmotorcycles

Confirme a sua presença na página do evento: https://goo.gl/KXsbwZ

Ex-piloto de Fórmula 1 comenta sobre a customização de moto com impressora 3D precursora no Brasil

IMG_0844

FOTO: DIVULGAÇÃO

O empresário e ex-piloto de Fórmula 1, Tarso Marques, que comanda o quadro “Lata Velha” no Caldeirão do Huck e no AutoEsporte, da TV Globo, releva detalhes do projeto precursor no uso da impressão 3D para a customização de motos no Brasil. Desde o início da customização com impressoras 3D, mais de 20 veículos personalizados foram entregues.

Modelar carenagens que serão feitas em aço, alumínio ou fibra de carbono ou ainda fabricar peças finais de plástico como faróis, filtro de ar, suportes e peças para luzes de freio. Essas são algumas das aplicações das modernas impressoras 3D para a customização de motos feitos pelo estúdio TMC, dirigido por Tarso Marques. Precursor no uso da tecnologia para a customização de carros e motos no país, ele revela detalhes de projeto, que é considerado um divisor de águas para customização no Brasil.

“Começamos a trabalhar com impressoras 3D em projetos há quase dois anos e, de lá até o momento, posso afirmar que a evolução é constante. A primeira moto desenvolvida com a tecnologia representa um divisor de águas no conceito de customização de veículos no Brasil. A impressão 3D nos permitiu que inseríssemos muitas novidades desde o conceito mais ‘clean’ até as rodas grandes, suspensão, entre outros detalhes. Hoje, já temos várias motos desenvolvidas com a impressão 3D e outras em processo de fabricação. Algumas, inclusive, que devemos levar para disputar campeonatos neste ano”, comenta Tarso Marques.

“Também estamos fazendo uma quantidade enorme de peças nas impressoras 3D. Não apenas como moldes, mas para fabricar componentes que ficarão na moto porque são altamente resistentes e com ótimo acabamento. Por tudo isso, as perspectivas da impressão 3D não têm limites. Aprendemos diariamente através das impressoras 3D e pretendemos ir além neste novo conceito de customização”, complementa o empresário.

Detalhes

IMG_0961

FOTO: DIVULGAÇÃO

Cerca de seis meses foi o período necessário para o desenvolvimento do projeto até a finalização completa da primeira moto customizada através do uso de impressão 3D pelo estúdio TMC.

“A criação do conceito e desenvolvimento técnico foram muito demorados por se tratar do primeiro exemplar com uso da impressão 3D e porque tivemos que modelar muitas coisas. O projeto foi mais lento do que a construção em si, mas inseriu muitas novidades. Eram elementos com diferenciais fabricados pela primeira vez no país como é o caso das rodas grandes, os freios até a suspensão”, diz o empresário Tarso Marques.

“A moto baixa e super conceitual com desenho agressivo e limpo. Foi criada com base no design específico que o cliente solicitou e ficou como queríamos. Algo que não fosse exageradamente grande e com uma ciclística perfeita. Agradável para andar tanto em viagens longas como no dia-a-dia na cidade. Também atendeu a necessidade de garupa mesmo com o para-lama próximo ao pneu. Além disso, trouxe inovações como a suspensão diferenciada; o centro de gravidade mais baixo que uma moto original; uma frente totalmente usinada e as rodas com aro 26 na frente e 18 na traseira. Tudo feito aqui”, complementa.

“Com relação ao motor, utilizamos o Evolution de 1340cc de 1995, um verdadeiro marco na história da Harley-Davidson. É um dos últimos com a versão de motor moderno e carburado porque depois elas ganharam injeção eletrônica. Dessa forma, temos uma moto com alta cilindrada, porém carburada para ter uma marcha lenta com o som e o charme da marca”, conclui.

Suecos constroem Super Scout com motor turbo

1

FOTO: DIVULGAÇÃO

Quando perguntado sobre como é pilotar essa máquina, Anders sorri e diz: “É incrível, como se você tivesse voltado aos anos 1920 com um foguete entre as suas pernas”.

O estilo, chamado de “boardtracker” é único. Eram motos de corrida das décadas de 1910 e 1920, que mais pareciam bicicletas com motor. São facilmente identificadas pelas rodas grandes, com o mesmo diâmetro na frente e atrás. Elas corriam em pistas ovais com piso de madeira, também chamadas de Board Tracks.

Essas pistas tinham estrutura baseada na mesma ideia dos velódromos europeus, feitos para bicicletas. Eram construídas com tábuas de madeira, normalmente com curvas de até 60 graus de inclinação, o que permitia altíssimas velocidades. Sem contar que as motos participantes não tinham freios!

Super Scout

2

FOTO: DIVULGAÇÃO

Apresentando um motor equipado com um turbo Garret 25, refrigerado a água, a Super Scout foi construída no workshop da dupla em Stolcomo e, agora, ela entrega de 150 a 200 cavalos na roda traseira, dependendo da pressão do turbo. “Queríamos construir uma motocicleta que tivesse relação com a história da Indian nas corridas de Board Track e que, ao mesmo tempo, incluísse a nova era da tecnologia que a marca entrega hoje. A Scout foi o modelo perfeito e o nome “Super Scout” foi escolhido para honrar as antigas versões, que eram quase invencíveis nas pistas”, conta Anders.

O motor, bomba de combustível, lanterna e pedal de embreagem são da Scout moderna, mas o quadro é formado por 3 partes removíveis. O Lasse Sundberg (da Roth Engenharia) construiu o quadro artesanalmente e disse que foi a parte mais difícil de fazer, surpreendentemente mais complicado do que a instalação do turbo.

O turbo Garret 25 tem uma válvula de alívio da pressão externa (espere até você ouvi-la) e controle de pressão do turbo. O coletor do escapamento, o cano de saída da turbina e a válvula de pressão são todos em aço inoxidável, encaixados o mais justo possível ao quadro para não interferir nas linhas finas da moto.

Anders explica qual foi a ideia sobre a montagem do turbo: “Nós queríamos dar à motocicleta uma força extra e também mostrar que podemos combinar um visual antigo com tecnologia moderna”.

A Super Scout tem também uma eletrônica impressionante. O Anders instalou um módulo de injeção totalmente programável e, para acessar ou monitorar as informações do motor e fazer os ajustes, é utilizado um iPad com conexão via chave de acesso Bluetooth.

O trabalho de pintura foi feito pela Pobben’s Colour & Custom, de Hagfors, e a cor é azul Springfield.

Anders está animado para os próximos meses: “Ainda estou testando a ciclística da moto e estamos na fase final de ajuste do motor. A Super Scout foi planejada para ser uma corredora do dia a dia… se não estiver vendida até lá”.

Este slideshow necessita de JavaScript.