Nem 1% das motos em SP tem seguro no sudeste do Brasil

imagem_release_1204590

FOTO: TIAGO QUEIROZ

Dos 5,3 milhões de motociclistas que circulam no sudeste, apenas 1% tem seguro contratado para a moto. No nordeste, onde o número de motos supera o de carros, a situação é mais crítica. Somente 0,65% da frota total de motos é segurada, segundo levantamento feito pelo marketplace de seguros Thinkseg.

Sem seguro para o principal meio de transporte deles, a maioria de motoboys e mototáxis – atividade comum no nordeste – roda desprotegida, correndo o risco de ficar no prejuízo se houver furto ou roubo da máquina de duas rodas.

O pior é ter que continuar pagando as prestações de financiamento da motocicleta roubada. Em 2017, de todos os financiamentos de veículos contratados no País, 14,3% abrangeram motos, segundo dados da Cetip. No ranking dos estados do sudeste, São Paulo (23%) e Minas Gerais (8,5%) são os que mais financiaram motos no País. Em três estados do nordeste, Ceará, Bahia e Pernambuco, as motos representaram 14,21% dos financiamentos.

Na avaliação da Federação Interestadual das Regiões Norte e Nordeste dos Trabalhadores em Transportes de Mototaxistas e Taxistas (Fenordest), o alto preço do seguro afasta os motociclistas da contratação.  No nordeste, motoboys e mototáxis chegam a rodar, em média, 15 horas diárias, por todos os lugares, sendo alvos fáceis para furto e roubo. Em São Paulo, esses riscos também são comuns aos motociclistas.

Diante do potencial de mercado, a insuretech Thinkseg  projetou o Thinkseg Moto, com um preço justo para o motociclista que precisa de proteção, a partir de R$ 59,00 ao mês. “Em cinco segundos, a pessoa tem a sua cotação pronta”, diz o CEO da Thinkseg, Andre Gregori.

Superbike promove seletiva da categoria escola para pilotos iniciantes

seletiva-categoria-escola-1024x665

FOTO: DIVULGAÇÃO

O SuperBike Brasil tem uma categoria voltada para pilotos que não possuem experiência na pista e querem aprender e se divertir com segurança e também evoluir seu nível de pilotagem. Trata-se da Categoria Escola, que tira os pilotos das ruas e os leva para o autódromo em um ambiente com estrutura e suporte para a prática do esporte com segurança. Pilotos de 600cc e 1000cc podem participar da Categoria Escola dentro das etapas do SuperBike.

Os interessados participarão de dois dias com atividades de pista no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, durante a 2ª Etapa da Copa Pirelli, que ocorrerão nos dias 03 e 04 de março (sábado e domingo). Os pilotos assistirão a palestras sobre pilotagem, receberão o briefing de segurança em pista, além dos treinos com a orientação e acompanhamento de instrutores, participarão também de uma corrida experimental, tendo durante todo o final de semana o respaldo e orientação de grandes nomes da modalidade, entre eles Bruno Corano, instrutor chefe da MotoSchool e piloto da categoria SuperBike.

Os interessados devem entrar em contato com a organização do SuperBike através do email atendimento@superbike.com.br, ou do telefone (11) 5641-4166, e confirmar a participação na seletiva. O custo é de R$ 120,00 (cento e vinte reais), e os participantes também receberão uma camiseta de “Piloto” do SBK.

A categoria Escola estreou no SuperBike na temporada 2017 com as motos 1000cc e 600cc, cumprindo seu objetivo de formar novos pilotos e prepará-los para as pistas. Durante a temporada foi possível acompanhar a evolução e aprendizado dos participantes. Na SuperBike Escola, Rodrigo Tamani, #66, da Pitico Race Team, foi o campeão brasileiro, enquanto, na SuperSport Escola, quem levou a melhor foi Leandro Amâncio, #29, da ELB Escola de Pilotos.

Participe da seletiva e faça parte do SuperBike Brasil, o Maior Campeonato de Motovelocidade das Américas.

Motodax Motorcycles comemora 15 anos com evento no dia 10 de março

motodax15anos

FOTO: DIVULGAÇÃO

A Motodax Motorcycles comemora 15 anos com um super evento no dia 10 de março, sábado, das 10 às 21h, na sede da oficina (Rua Emílio de Almeida Tôrres, 571 – Campina do Siqueira, Curitiba/PR). Com um vasto histórico no segmento de customização (com especialização em cafe racer) e restauração de motocicletas no Brasil, a Motodax tem em seu portfólio motos como Honda, Triumph, BMW, entre outras marcas. “Esses 15 anos foram de muito trabalho, suor e dedicação, mas também muitas amizades, clientes satisfeitos e superação”, comemora Luiz Felipe Almeida, proprietário da loja.

O evento reúne exposição de motocicletas clássicas, customizadas e restauradas, show com a banda Rock Estrada Moto Club, tradicional Barreado Paranaense, Fish’n Chips (tradicional comida de rua inglesa), Chopp, Água e Refrigerante, Bazar com roupas e acessórios e Barbearia. Será um dia inteiro repleto de atrações para os amantes do mundo duas rodas com entrada gratuita!

Mais informações na página do evento:

https://goo.gl/KXsbwZ, ou pelo telefone (41) 3333-3077.

SERVIÇO:

15 anos da Motodax Motorcycles

Dia 10 de março (sábado) – das 10 às 21h

Local: Rua Emílio de Almeida Tôrres, 571 – Campina do Siqueira, Curitiba/PR

Informações: (41) 3333-3077

Entrada: gratuita

Site: http://www.motodax.com.br

FB: https://www.facebook.com/motodaxmotorcycles

Confirme a sua presença na página do evento: https://goo.gl/KXsbwZ

Piloto brasileiro pede ajuda na internet para manter-se em competição mundial de Supercross

IMG-20180219-WA0011

FOTO: DIVULGAÇÃO

Jean Ramos, piloto paranaense de 28 anos, está lançando uma campanha na internet para permanecer no AMA SX 2018 – a maior competição de Supercross do mundo e que reúne os melhores pilotos.

Jean se encontra na 15ª posição do campeonato e tem se destacado dentre os competidores, sendo sondado até por jornais americanos que se perguntam: “quem é Jean Ramos?”. Jean é o único brasileiro da competição.

O piloto é patrocinado pela equipe GaiaMX para competições nacionais e conta que não esperava ter todo esse sucesso em uma competição mundial. “A gente fez um planejamento pra correr apenas as 6 primeiras etapas e já foi um valor bem alto. Agora tenho uma boa oportunidade de continuar, mas preciso viabilizar a parte financeira”, explica.

Para conseguir completar a temporada na classe 250 Oeste (correndo em mais três etapas) e ainda competir nas três primeiras provas do AMA Motocross 2018, Jean criou uma campanha online de financiamento, onde irá sortear vários prêmios para os contribuintes, entre eles 10 óculos GaiaMX de competição.

O sorteio dos brindes será realizado ao vivo no Instagram oficial do piloto (@jean.ramos10), no dia 21 de março às 20h.

Entenda mais sobre a campanha e saiba como ajudar no link:

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/go-ramos-no-ama

Frota de veículos registrada no Estado de SP aumenta 161% em 20 anos

DSC_0602

FOTO: ALÍRIO GOMES/HONEYPOT

Criado em setembro de 1997 e em vigor desde janeiro de 1998, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) consolidou diretrizes que estabelecem um modelo de conduta para o motorista brasileiro. Nesses 20 anos, a legislação passou por diversas modificações para atender às novas demandas de segurança, acompanhar o avanço da tecnologia e o desenvolvimento das cidades.

O número de veículos registrados no Estado também mudou consideravelmente: 161% de aumento, de acordo com levantamento do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP). A frota cresceu de 11.197.440 veículos em 1997 para 29.164.426 em dezembro de 2017. Já na Capital, o número de veículos registrados nos últimos vinte anos cresceu 82%: de 4.735.229 para 8.603.239.

“O grande número veículos registrados faz com que nos preocupemos ainda mais com a segurança no trânsito. A formação dos condutores e o cuidado com os hábitos do cidadão é estritamente necessária, para que esse crescimento não represente mais riscos à vida”, afirma Maxwell Vieira, diretor-presidente do Detran.SP.

As estatísticas contemplam todos os tipos de veículos: ciclomotor; motoneta; motocicleta; triciclo; micro-ônibus; camioneta; camionete; utilitários; carros; ônibus; caminhões; reboques; semirreboques e outros.

Honda Racing anuncia equipes e patrocínios para temporada 2018

331551_767486_39653047684_fa9d2a87f0_o__1_

FOTO: WANDER ROBERTO/VIPCOMM

Um evento recheado de história! A Honda anunciou nesta segunda-feira (19/02), em São Paulo, durante apresentação para a imprensa, organizadores de eventos e parceiros comerciais, as equipes oficiais Honda Racing que vão disputar as principais competições do Brasil e no mundo para a temporada 2018. Também foram revelados os eventos que contarão com o patrocínio da empresa neste ano. O lançamento do Honda Racing foi realizado na pista de kart Speedland. Após a apresentação, os pilotos oficiais e convidados participaram de corridas de kart indoor.

A Honda também aproveitou para comemorar os 40 anos de apoio e patrocínios a eventos, equipes e corridas de moto por todo o país. A iniciativa da Honda, quatro décadas atrás, foi fundamental para o desenvolvimento do esporte e pela formação de gerações de pilotos no Brasil.

O primeiro campeonato patrocinado oficialmente pela marca foi a Fórmula Honda, para motocicletas CG 125 – a moto, movida a álcool, ficou exposta no palco durante a apresentação das equipes oficiais Honda.

Neste ano, a Honda apoiará e terá equipes nas principais competições no asfalto e na terra: o Superbike Brasil, o Campeonato Brasileiro de Motocross, a Copa EFX Brasil, a CACC (Copa Adrenatrilha de Cross Country), Arena Cross, Rally dos Sertões e Enduro da Independência.

“Duas provas merecem destaque: o Rally dos Sertões, uma das maiores do mundo, e o Enduro da Independência, o mais antigo e mais tradicional do país. A Honda vai em busca de mais títulos nessas competições”, diz Odair Dedicação Junior, gerente de marketing e competições da Honda.

Experiência internacional

25491735477_57f87b68d8_k

FOTO: WANDER ROBERTO/VIPCOMM

A Honda também anunciou que a equipe oficial irá disputar o Campeonato Mundial de Motocross (etapa da Argentina), no início de março. “Nós acreditamos que a participação em provas internacionais, ou com a vinda de pilotos estrangeiros para correrem aqui, é muito importante para o desenvolvimento do esporte e de pilotos brasileiros. Afinal, eles vão correr ao lado dos melhores do mundo. Veja o exemplo do Gustavo Pessoa, que foi disputar uma temporada nos Estados Unidos”, afirma Marcos Monteiro, gerente geral comercial da Honda.

No asfalto

38553474020_027e87db77_k

FOTO: WANDER ROBERTO/VIPCOMM

A Honda Racing também terá importante participação na motovelocidade. A empresa patrocinará o Superbike. “Outro importante apoio na categoria é o patrocínio ao piloto Eric Granado, que correrá o Superbike no Brasil e o Campeonato Mundial de Motovelocidade, na Moto2, em 2018. É a volta de um representante do Brasil ao Campeonato”, afirmou Marcos Monteiro.

Eric Granado, que ao mesmo tempo vai em busca do bicampeonato do Superbike, agradeceu o apoio da Honda. “O nível das competições brasileiras está cada vez mais alto, com pilotos cada vez mais preparados. Vamos treinar e nos dedicar muito para trazer títulos para a Honda”, afirmou o piloto paulistano de 21 anos.

Veja quem são os pilotos oficiais da Honda Racing para a temporada 2018:

Superbike (Chefe de equipe: Reinaldo Campos)

Eric Granado – Campeão 2017

Pedro Sampaio – Campeão 2017 da 600cc

Moto: Honda CBR 1000RR

Motocross (Chefe de equipe: Cale Neto)

Mx 1

Hector Assunção

Jetro Salazar

Com a nova Honda CRF 450R

Mx 2

Gustavo Pessoa

Lucas Dunka

Com a nova Honda CRF 250R

Enduro (Chefe de equipe: Felipe Zanol)

Júlio César Ferreira Eliziário – Honda CRF 450RX

Gabriel Lucas Soares – Honda CRF 250R

Nicolas Rodrigues – Honda CRF 250R

Rali (Dario Julio – chefe de equipe)

Tunico Maciel – CRF 450RX

Jean Azevedo – CRF 450RX

Gregorio Caselani – CRF 450RX

Júlio Bissinho Zavatti – CRF 230F

Detran.SP investe mais R$ 5,4 milhões para ações de segurança no trânsito na Região Metropolitana de SP

Assinatura de Balanço Anual

FOTO: GOVERNO DO ESTADO DE SP

O governador Geraldo Alckmin assinou nesta segunda-feira, 19 de fevereiro, convênio do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito com mais quatro municípios da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) para a destinação de R$ 5,4 milhões a serem investidos em ações com foco na redução de acidentes e mortes. O valor é proveniente de multas do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP).

As cidades beneficiadas desta vez com a iniciativa são Carapicuíba, Cotia, Mogi das Cruzes e Suzano. A cerimônia foi realizada no Palácio dos Bandeirantes e reuniu prefeitos e secretários de trânsito de outros três municípios com os quais também foram firmadas parcerias: Araraquara, Bauru e Mogi Guaçu.

No total, as sete prefeituras receberão R$ 9,5 milhões para promover a segurança no trânsito com campanhas educativas, melhorias em calçadas, semáforos inteligentes, rotatórias, sinalização, entre outras medidas.

Entre os critérios para a escolha das cidades estão o número de habitantes e a proporção de óbitos causados por acidentes de trânsito. Em dezembro de 2017, outros R$ 11 milhões foram destinados a Barueri, Guarulhos, Itapecerica da Serra, Itaquaquecetuba, Mauá e São Bernardo do Campo, também na RMSP.

“A legislação prevê o investimento do que se arrecada com multas de trânsito em ações de segurança. Desta forma, somamos esforços para alcançar de forma mais ágil e eficaz resultados positivos, com foco sempre na preservação da vida”, afirma Maxwell Vieira, diretor-presidente do Detram.SP.

Redução de mortes no trânsito

Durante o evento, Geraldo Alckmin divulgou dados de redução de fatalidades no trânsito no Estado. De acordo com o Infosiga SP, sistema que registra ocorrências nos 645 municípios, o número de óbitos causados por acidentes de trânsito caiu 5,4% em janeiro na comparação com o mesmo período do ano passado. Em 2018, foram registradas 387 mortes no primeiro mês, o menor número desde o início do Infosiga SP.

“Todo dia 19, o Infosiga traz os indicadores pra gente poder dirigir os investimentos e reduzir os acidentes de transito. Desde o início do programa, em 2016, 421 vidas foram salvas. Hoje, a causa externa, que é acidente rodoviário, é a terceira maior causa de morte no mundo inteiro, e a primeira entre jovens, o que é duríssimo”, disse Alckmin.

O evento também foi palco de assinatura de parceria do Movimento Paulista com três entidades do terceiro setor: Fundação Volkswagen, ONG Criança Segura e Vital Strategies. Acordo de parceria técnica com a Polícia Rodoviária Federal também integrou a agenda.