CCR ViaOeste libera novas faixas na Rod. Castello Branco em Araçariguama

1

FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK

O primeiro trecho liberado, na noite de hoje, fica na pista sentido Capital, entre o km 52+430 e o km 50+420

Na noite de hoje, 20, a CCR ViaOeste, concessionária que administra o Sistema Castello-Raposo, liberou o tráfego na nova faixa de rolamento na Rodovia Castello Branco (SP 280), entre o km 52+430 e o km 50+420, sentido Capital, na região de Araçariguama. A obra integra o Programa de Concessão de Rodovias de São Paulo.

Além da ampliação da faixa de rolamento pelo canteiro central, a concessionária realizou a implantação de novos elementos de segurança, adequação da drenagem e nova sinalização horizontal e vertical. A intervenção foi realizada em segmento caracterizado por rampa ascendente, o que naturalmente influencia a velocidade dos veículos. A nova faixa adicional amplia a capacidade da rodovia, garantindo assim maior fluidez, conforto e segurança ao motorista.

Iniciada em dezembro de 2017, a obra também contempla a instalação de 4ª faixa entre o km 45+810 e o km 44+220 da Castello, sentido Capital. A previsão de investimento total é de R$ 11,9 milhões, com expectativa de conclusão da última etapa em outubro de 2018. Por meio da obra serão gerados 80 empregos diretos.

Técnicas sustentáveis

A CCR ViaOeste emprega nesta obra técnicas de engenharia diferenciadas, como a utilização de resíduos de concreto de construção e demolição (RCD) nas camadas de pavimento.  O método sustentável permite diminuir o descarte de material em aterros e reduz a utilização de matérias primas. Além disso, a concessionária também reutiliza os materiais fresados, as raspas de asfalto geradas nas obras de conservação da rodovia.

Triumph apresenta o seu novo “Adventure Experience”

1

FOTO: DIVULGAÇÃO

Local escolhido foi o País de Gales, no Reino Unido

A Triumph está apresentando o seu novíssimo “Triumph Adventure Experience”, no País de Gales, no Reino Unido. O local vai proporcionar aos clientes da marca e ao público motociclista em geral uma oportunidade única de vivenciar novas experiências com a linha de motocicletas Adventure da marca inglesa, incluindo as novas Tiger 800 e 1200, a clássica Street Scrambler e também a coleção de roupas e acessórios voltada para este segmento. A inauguração do local para os clientes vai acontecer no próximo dia 1º de maio. O público brasileiro pode fazer sua reserva ou mesmo obter mais informações no site: http://www.triumphmotorcycles.com.br/adventure-experience.

Localizado no sul do País de Gales, na encosta da belíssima cordilheira de Brecon Beacons, o “Triumph Adventure Experience” oferece experiências de pilotagem inesquecíveis em terrenos naturais incríveis e paisagens deslumbrantes, com vistas panorâmicas de 360 graus a bordo da mais recente geração de motocicletas Tiger e Bonneville Street Scrambler. Todas as informações e orientações serão fornecidas por uma equipe experiente de instrutores que maximizarão as habilidades e as técnicas dos visitantes do início ao fim. Estes profissionais são comandados pelo talentoso piloto Nick Plumb, que já disputou quatro vezes o “Rali Dakar” e é o mais jovem piloto britânico a ter concluído esta icônica competição.

A pista de pilotagem construída pela Triumph foi projetada sob medida para oferecer uma variedade de condições off road, nas quais os pilotos poderão experimentar a linha Tiger em seu habitat natural. A proposta do centro é desenvolver as habilidades on e off road dos visitantes, atendendo pilotos com todos os tipos de habilidade, desde principiantes até off roaders avançados. A estrutura criada no local inclui uma arena multi-terreno e um centro de aventura totalmente equipado que conta com sala de aula, sala de briefing e área de descanso.

Esta nova e emblemática experiência vai formar a base de uma nova rede de experiências de pilotagem adventure e turismo disponível mundialmente pela Triumph. O novo “Triumph Adventure Experience” terá como missão, além de oferecer experiências de pilotagem para o público, também fornecer treinamento para formar e credenciar pilotos da marca para representar a Triumph em outros centros de experiências off road pelo mundo. “A ambição da Triumph para 2018 e além é proporcionar experiências espetaculares de pilotagem off road e on road para pilotos em todo o mundo. Com a abertura desse novo e emblemático centro no País de Gales nosso objetivo de proporcionar experiências divertidas de duas rodas se tornou uma realidade”, afirma Paul Stroud, diretor comercial mundial da Triumph Motorcycles.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Autuações da Lei Seca caem para menor nível desde 2013, mostra balanço do Detran.SP

1

FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK

Ao mesmo tempo, número de veículos fiscalizados e de operações do Programa Direção Segura, coordenado pelo órgão, alcançou recorde histórico em 2017. Na sexta, dia 20, entrou em vigor lei que endurecer pena para quem causar acidente com morte ou lesão

No momento em que entra em vigor uma lei que endurece a pena para motoristas alcoolizados que provocam acidentes com mortes ou lesão grave, balanço do programa Direção Segura, coordenado pelo Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) para a fiscalização da Lei Seca, mostra que a autuação de condutores embriagados no Estado de São Paulo caiu para o menor nível desde 2013, quando foi criado, se comparado com o total de veículos fiscalizados.

De acordo com balanço de 2017, os agentes do programa registraram uma autuação a cada 15 veículos fiscalizados. Em 2016, essa proporção era de um para 9,4 fiscalizações. Já em 2013, era uma autuação a cada 10,3 fiscalizações. O número de veículos fiscalizados no ano também foi recorde, 78.009, assim como o número de operações, 280 em todo o Estado. Ao todo, foram 5.179 autuações no ano passado (veja tabela abaixo).

“Quando o Detran.SP aumenta o número de fiscalizações e as autuações caem, é sinal de que os motoristas estão se conscientizando sobre os riscos de beber e dirigir. Sinaliza também que nossas campanhas educativas estão surtindo efeito e merecem serem cada vez mais intensificadas”, avalia o diretor-presidente do Detran.SP, Maxwell Vieira.

Nesta sexta, 20, segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), passa a valer a lei nº 13.546, que aumenta a punição para o motorista alcoolizado que provocar acidente com morte. A pena, que hoje varia de 2 a 4 anos de prisão, será de 5 a 8 anos sem a possibilidade de pagar fiança. No caso de lesões corporais graves ou gravíssimas, a punição aumenta de 6 meses a 2 anos de detenção para de 2 a 5 anos.

Capital

Os dados registrados no Estado também refletem o balanço da capital paulista. Em 2017, foi feita uma atuação para cada 9,6 veículos fiscalizados. O número de veículos fiscalizados também foi recorde histórico, 18.514. As operações somaram 45 no ano (veja tabela abaixo).

Crime de trânsito

Também comete crime de trânsito, independentemente de causar lesão ou morte, o condutor que é flagrado com índice superior a 0,33 miligrama de álcool por litro de ar expelido no teste do etilômetro ou tem a embriaguez comprovada em exame clínico. Nesse caso, a penalidade é de detenção de seis meses a três anos, além de multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por um ano.

A proporção de veículos fiscalizados em relação às autuações que geraram crime de trânsito também foi positiva no Estado de São Paulo. Em 2017, foi registrado um crime a cada 129 fiscalizações. No ano anterior, a proporção foi de 86,6. Já em 2013, a relação era de 52,4 (veja abaixo).

O mesmo se repetiu na Capital. No ano passado, foi registrado um crime de trânsito para cada 250 veículos fiscalizados. No ano anterior, essa proporção foi de um a cada 208. Já em 2013, quando o Programa Direção Segura foi criado, a relação era de uma autuação a cada 65,6 fiscalizações (veja abaixo).

Recusa ao teste

O motorista que se recusa a fazer o teste do etilômetro também é penalizado com multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por 12 meses. O argumento de que ninguém é obrigado a produzir provas contra si não se aplica nessa situação porque o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), no artigo 165-A, prevê essas penalidades pelo simples fato da recusa.

Em caso de reincidência nos 12 meses seguintes, o valor da multa dobra (R$ 5.869,40) e a CNH é cassada por dois anos. Se o condutor recusa a soprar o bafômetro e aparenta sinais de embriaguez, o que pode caracterizar crime, ele é encaminhado ao médico-perito da blitz para o exame clínico no local.

Direção segura

Criadas para prevenir e reduzir acidentes e mortes no trânsito causados pelo consumo de álcool combinado com direção, as operações do Programa Direção Segura integram equipes do Detran.SP e das Polícias Civil, Militar e Técnico-Científica.

Dessa forma, as providências decorrentes de cada abordagem são tomadas no local e no momento da ação, sem a necessidade de deslocamentos para delegacias ou ao Instituto Médico Legal (IML).

Vale ressaltar que a Lei Seca é fiscalizada também em ações de rotina da Polícia Militar, no perímetro urbano, pela Polícia Rodoviária Estadual, em nome do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), nas estradas estaduais, e pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), nas rodovias da União.

Com energia limpa, veículos de mobilidade urbana crescem em conceito como alternativa de transporte no Brasil

London

FOTO: DIVULGAÇÃO

O MUV – Veículo de Mobilidade Urbana – atrai cada vez mais clientes no País

Você sabe qual veículo de transporte alternativo é leve, acessível, não polui o meio ambiente e que está sendo cada vez mais utilizado no Brasil? Se você pensou em bicicleta se enganou. É o MUV (Veículo de Mobilidade Urbana) – um veículo elétrico que está atraindo um número crescente de pessoas que querem fugir do trânsito caótico para ir ao trabalho ou ao supermercado, por exemplo, mas que preferem reservar as atividades físicas para um período distinto.

A curitibana Bruna Cosmoski, de 29 anos, é uma destas pessoas, para as quais o MUV tornou-se alternativa para o uso do carro e também do transporte público coletivo. “O trânsito é uma loucura. O tempo que levamos para nos locomovermos de um lugar para outro estressa demais e prejudica o rendimento do dia todo. Isso sem contar o preço do combustível, que aumenta a cada dia”, conta a dentista.

Há uma distância de pouco mais de 2 km entre o trabalha e sua casa, Bruna não teve dúvidas no momento em optar por um MUV. “Escolhi o MUV, pois não posso chegar suada no meu trabalho e prefiro me maquiar em casa. Então saio já arrumada e vou ao consultório. Também uso ele para ir ao mercado. É barato, confortável e até divertido, além dele não poluir o meio ambiente”, completa Bruna.

O veículo chega a 40 km por hora e a bateria é recarregada na energia elétrica. Como não se encaixa nas leis de trânsito, não é necessário possuir habilitação. Com este veículo é possível trafegar em ciclovias e lugares em que as bicicletas também são permitidas. Mas, é recomendado o uso de capacete e demais equipamentos de segurança.

Estatísticas

Segundo pesquisa da Confederação Nacional do Transporte divulgada em agosto de 2017, o transporte é classificado como o quarto principal problema das grandes cidades. Isso porque 45,2% dos deslocamentos são feitos por ônibus que enfrentam três problemas centrais: preço elevado da passagem, violência e pouco conforto.

Por estas razões, quase 40% dos brasileiros deixaram de utilizar o transporte público totalmente (16,1%) ou diminuíram o seu uso (22,1%).  Em 35,8% dos casos eles foram substituídos pelos carros, 29,1% passaram a andar a pé e 15,7% usam bicicletas e motos (7,9% e 7,8% respectivamente).

Mercado

O crescimento desta forma de transporte tem movimentado o mercado e criado novas oportunidades de negócios. Um exemplo é a montadora de veículos off road MXF Motors do Brasil, que lançou dois veículos deste segmento: o MUV MXF e o MUV Patinete Elétrico MXF, ambos que operam com energia limpa.  Os veículos pesam de 40kg a 50kg, possuem bateria que duram aproximadamente duas horas para uso ininterrupto e acompanham carregadores de tomada bivolts. São fabricados em aço carbono dobrável, o que possibilita ao condutor facilmente carregar ou guardar os veículos em qualquer lugar.

Os MUVs MXF possuem 1.4 CV de potência e adaptações de altura, estando disponíveis para compra online em lojas como Casas Bahia e Americanas, ou diretamente em uma revenda autorizada da fabricante: http://www.mxfmotors.com.br. Preço sugerido: R$ 4.990,00.

Honda anuncia mudanças na equipe de Relações Públicas

Nicky Hayden testing the 17 YM CBR1000RR FIREBLADE SP

FOTO: DIVULGAÇÃO

Com a ação, a marca japonesa pretende ampliar cada vez mais o seu leque de comunicação com o público-alvo

A Honda South America comunica alterações em sua equipe de Relações Públicas, vigentes a partir de abril de 2018. Entre as mudanças, está a chegada de Pedro Rezende como novo Gerente Geral de Relações Públicas, responsável pelos negócios de motocicletas, automóveis e institucional. Sergio Bessa, que era Diretor de Relações Públicas, passa a ser Public Relations Advisor.

Pedro está há 14 anos na Honda e ocupava a função de Gerente Geral de Recursos Humanos. Com a nova posição, o executivo ficará responsável por coordenar a estratégia da equipe de Relações Públicas da Honda South America, além de acumular a posição de Gerente de Relações Públicas para Automóveis, posição que era ocupada por Marcel Dellabarba. Em Automóveis, Pedro terá o suporte de Viviane Costa e Rodrigo Leite, assessores.

“Estou muito animado em assumir a área de Relações Públicas da Honda. É uma grande oportunidade poder contribuir para as relações entre as marcas e seus principais públicos como jornalistas, formadores de opinião e comunidade. Esse mercado vem passando por diversas mudanças ao longo dos anos e estamos sempre atentos para ter uma estratégia de comunicação que reforce os valores da marca, por meio de um relacionamento próximo e ágil com todos nossos parceiros”, afirma Pedro.

Além da chegada de Pedro, Marcel Dellabarba, que era responsável pela área de Relações Públicas de Automóveis, assume a posição de Gerente de Relações Públicas para Motocicletas, Produtos de Força e Competições. Com a nova função, Marcel ficará responsável pela estratégia de posicionamento de imagem dessas áreas, liderando a equipe formada ainda pelos assessores Fábio Bonatto e Marcello Ghigonetto.

“Depois de mais de 10 anos trabalhando com a comunicação de automóveis, é um grande desafio atuar no segmento de motocicletas. Ao mesmo tempo, vejo como uma grande oportunidade oferecida pela companhia. A Honda é líder absoluta no mercado de motocicletas no Brasil e possui a maior e mais completa linha de produtos da categoria, atendendo diversos tipos de públicos, o que exige estratégias diferentes, mas que mantenham um posicionamento de marca único”, destaca Marcel.

Alfredo Guedes, Supervisor de Relações Públicas para Motocicletas, Produtos de Força e Competições nos últimos dois anos, passa à posição de Assessor Técnico, atendendo todas as divisões da empresa. Com 20 anos de experiência na Honda, Alfredo já atuou com apresentação de conteúdo técnico em automóveis e motocicletas tanto para jornalistas, como para rede de concessionários. Em sua nova posição, atuará levando conhecimento técnico de forma didática a todos os públicos de interesse da empresa.

“Levar informação de forma simples e direta sempre foi minha missão, desde que entrei na Honda. Com a nova posição, podendo trabalhar com toda linha de produtos e tecnologias da empresa, espero facilitar ainda mais o entendimento das qualidades e diferenciais da marca”, diz Alfredo.

“A nova formação da equipe de Relações Públicas da Honda já é efetiva e tem como objetivo aproximar o relacionamento entre a marca e seus públicos formadores de opinião” afirma Pedro Rezende.

A equipe de comunicação corporativa não apresentou alterações, continuando sob a supervisão de Evelyn Lima. Fazem parte do time as assessoras de imprensa Aline Cerri, para Honda Serviços Financeiros e temas institucionais da Moto Honda; e Tassia Rodrigues, para HondaJet, Honda Energy, além de temas institucionais da Honda Automóveis.  A área corporativa conta também com Mellina de Carvalho Agostinho e Thayná Franco Florentino, responsáveis pela comunicação com colaboradores Honda no Brasil, além de Gracielle Torres Borges, atuando com a gestão dos canais corporativos da marca em redes sociais.

A nova estrutura de Relações Públicas responderá a Marcos Bento, nomeado novo Diretor de Relações Institucionais, Relações Públicas, Regulamentação de Produtos e Jurídico. Antes da nova função, Bento era Gerente Geral do Jurídico e está na Honda há mais de 20 anos. Com a alteração, Paulo Takeuchi, Diretor Executivo de Relações Públicas, Relações Institucionais e Homologação de Produtos passa a Institutional Relations Executive Advisor.

BMW Rider Experience chega completamente renovado para a temporada 2018

P90299798_highRes_the-caption-can-be-b

FOTO: DIVULGAÇÃO

Programa oficial de experiências da BMW Motorrad passa a oferecer novas atividades e ter a supervisão do piloto Bruno Corano

O BMW Rider Experience, o programa oficial de experiências da BMW Motorrad, que integra atividades e eventos exclusivos voltados para clientes da marca e também aos amantes das duas rodas, chega à temporada 2018 completamente reformulado. Além do Rider Training ‘On Road’ e ‘Off Road’, referência em cursos de aprimoramento de pilotagem dentro e fora de estrada – e que passa a contemplar dois níveis de treinamento inéditos –, e dos passeios e viagens em grupo, com roteiros nacionais e internacionais; o Rider Experience 2018 traz novas atrações. Entre elas, o Rider Training High Performance, um treinamento direcionado aos interessados em pilotagem de alta performance; e o Rider Training G 310 ‘On Road’, indicado a pilotos com pouca experiência e para o público feminino, e que será ministrado com motocicletas BMW G 310 R e GS, em percursos de asfalto.

Outra novidade do Rider Experience 2018 é a chegada do piloto Bruno Corano, que acaba de assumir a supervisão do programa e é um dos responsáveis por sua reformulação. “Sob a supervisão do Bruno Corano, o BMW Rider Experience ganha um novo e importante fôlego para este ano de 2018. Novas atividades acabam de ser incluídas na programação e, certamente, vão enriquecer e muito a experiência não apenas dos clientes, mas dos fãs da marca, uma vez que os interessados também poderão alugar motocicletas BMW para participar, elevando, assim, o ‘Make a Life a Ride’, ou ‘Pilote a sua História’, em português, a outro patamar, ainda mais elevado”, comemora Federico Álvarez, Diretor da BMW Motorrad Brasil.

Clientes e fãs da BMW Motorrad também terão acesso a novos conteúdos de clínicas, workshops e palestras. Ainda assim, temas de grande interesse como mecânica para viagem, definição de percursos e navegação por GPS, entre outros, foram mantidos no programa.

O Rider Day, passeios de um dia, ao ar livre, organizados em parceria com as concessionárias autorizadas BMW Motorrad por regiões próximas às revendas, também seguem na programação; assim como o Rider Weekend, viagens de fim de semana, com roteiro de dois dias e que se destacam pelos destinos exclusivos, hospedagem e programação variada, e o Personal Rider, que tem como principal característica aulas individuais ou para grupos de até quatro alunos. O mesmo vale para o Rider Expedition, um dos principais destaques do Rider Experience, e que consiste de viagens de longa distância e duração, e que incluem roteiros nacionais e internacionais. Os destinos, datas e custos de investimento das atividades do BMW Rider Experience 2018 serão divulgados brevemente. Os cursos serão ministrados em diversas locações, entre elas o Campo de Provas da Pirelli e o Haras Tuiuti, ambos no interior de São Paulo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Triumph lança “Classic Brit Riders”, um passeio de motos clássicas em São Paulo

1

FOTO: DIVULGAÇÃO

Nova ação de marketing visa abranger ainda mais a cartela de clientes da marca

A Triumph anuncia uma nova ação de marketing que tem como público-alvo o cliente do segmento de motocicletas clássicas da capital paulista. Trata-se do “Classic Brit Riders”, um passeio inédito de motocicletas clássicas que vai acontecer no próximo sábado, dia 21 de abril, a partir das 9h. Qualquer motociclista que possuir uma motocicleta clássica de qualquer marca poderá participar. A participação é gratuita. “A Triumph é a fabricante que mais lançou motocicletas clássicas em todo o mundo nos últimos três anos. É uma marca que está, globalmente, se tornando referência neste segmento e, por isso mesmo, resolvemos criar esta ação para dar mais visibilidade a este perfil de motocicleta e ao seu público. Pilotar uma motocicleta clássica faz parte de um estilo de vida muito especial, que vamos evidenciar neste passeio”, explica André Molnár, gerente de Marketing da Triumph. A ideia é que o evento ocorra mensalmente em São Paulo.

Para participar não é necessário se inscrever. Basta comparecer a um dos dois locais de encontro, no dia do evento, às 9h. Os pontos de partida são as concessionárias Triumph da capital, localizadas na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 360 (Triple) e Avenida Dr. Chucri Zaidan, 75 (Autostar). Nesses dois endereços, o passeio será iniciado às 9h30, com coordenação da equipe do Triumph Riding Experience (TRX), rumo à Praça Charles Miller (Pacaembu). Lá, os dois grupos serão reunidos e seguirão para a Casa Murdock (Alameda dos Jurupis, 413, em Moema), um misto de barbearia, tabacaria e pub cheio de estilo e sofisticação, onde o passeio será encerrado. A previsão de chegada no local é 14h.

A Triumph possui atualmente um dos portfólios de motocicletas clássicas mais completos do Brasil. Os sete modelos disponíveis no mercado nacional são equipados com duas opções de motorização. Os modelos Street Twin, Street Cup e Street Scrambler utilizam o motor de 900 cc, de alto torque, com cinco marchas. Já as motocicletas Bonneville T120, Bonneville T120 Black, Thruxton R e Bobber vêm de fábrica com um propulsor de 1.200 cc, com potência elevada e seis marchas. Quando se fala em tradição no setor, surge um dos principais diferenciais da Triumph no segmento de clássicas. Enquanto algumas marcas estão criando novos modelos com visual retrô, a Triumph relança modelos emblemáticos e de grande sucesso que fazem parte da sua longa história – em 2018, para se ter ideia, se completam 116 anos de criação da marca. Um bom exemplo é marca Bonneville, criada nos anos 50, e considerada até hoje um dos maiores ícones da Triumph em sua história. As novas clássicas da Triumph resgatam não só este visual retro, mas também um passado glorioso da fabricante, incorporando tecnologia de última geração.

Este slideshow necessita de JavaScript.