Campeonato chega à metade para as mulheres no Brasileiro de Enduro FIM

1

FOTO: FRED MANCINI/MUNDO PRESS

Maiara Basso lidera a classe MXF na etapa de Patrocínio (MG). Disputas continuam neste domingo (15), com base no Espaço Cultural da cidade

O Campeonato Brasileiro de Enduro FIM chegou à metade para as mulheres na etapa de Patrocínio (MG), a segunda do calendário nacional. A gaúcha Maiara Basso, da equipe KTM Sacramento, lidera a categoria MXF e venceu o primeiro dia de disputas neste sábado (14). Entre os homens, que cumprem sete etapas no total, o mais rápido foi o português Luis Oliveira (Yamaha O2 BH Racing). O evento continua neste domingo (15), com acesso livre ao público no Espaço Cultural.

Tricampeã brasileira de motocross, Maiara disputa pela primeira vez o Brasileiro de Enduro FIM. “Gostei muito da etapa de Patrocínio, que trouxe um percurso com trechos cronometrados bem diferentes. Há uma especial na pista de motocross com chão batido, uma em local de eucaliptos com terra molhada e buracos e outra em terreno de areia solta, que sem dúvidas é a mais difícil. Os deslocamentos também estão técnicos, com pedras, e eu me diverti muito durante o dia”, contou.

Além da abertura, em Itupeva (SP), e da etapa de Patrocínio, o calendário da MXF define as campeãs em mais duas rodadas duplas: em Marzagão-GO (30 de junho e 1º de julho) e em Araxá-MG (29 e 30 de setembro). “Estou muito feliz por ter vencido todos os dias de disputas da MXF até agora, foi um desempenho melhor do que eu esperava, por ser a minha estreia. Vou continuar focada no Brasileiro de Enduro FIM para poder abrir o máximo de pontos possível e administrar a vantagem no final”, concluiu Maiara.

Vencedores do dia – As categorias masculinas tiveram outros destaques no primeiro dia de disputas em Patrocínio. Além de Luis Oliveira (classes Enduro GP e E2), Rômulo Bottrel (classe E3 – Yamaha O2 BH Racing), Tiago Wernersbach (E4 – Honda Moto Litoral), Patrik Capila (EJúnior – Yamaha O2 BH Racing), Nielsen Bueno (E35 – Equipe Husqvarna), Cassiano Tebaldi (E40 – Sacramento KTM Racing), Pélmio Simões (E45 – Yamaha O2 BH Racing), Marcos Benvenutti (E50 – Sócramento) e Gabriel Bellaver (EAmador – Sócramento) emplacaram os melhores tempos.

Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2018 – 2ª etapa 

Resultados – Primeiro dia de disputas

Categoria Enduro GP

1 – Luis Oliveira

2 – Gabriel Soares

3 – Bruno Crivilin

4 – Júlio Ferreira

5 – Patrik Capila

E1

1 – Gabriel Soares

2 – Bruno Crivilin

3 – Nicolás Rodriguez

4 – Diego Colett

E2

1 – Luis Oliveira

2 – Júlio Ferreira

3 – Vinícius Calafati

4 – Gustavo Pellin

5 – Victor Miranda

E3

1 – Rômulo Bottrel

2 – Felipe Carlette

3 – Rigor Rico

4 – Felipe Legarrea

5 – Ripi Galileu

E4

1 – Tiago Wernersbach

2 – Ronald Santi

3 – Marcos Vinícius Souza

4 – Fernando Pereira

5 – Eder de Souza

EJúnior

1 – Patrik Capila

2 – Vinícius de Sá

3 – Washington Pereira

4 – Bernardo Barreto

5 – Willian Lauers

E Feminina

1 – Maiara Basso

2 – Bárbara Neves

3 – Tainá Aguiar

4 – Livia Batistine

5 – Marcely Cazadini

E35

1 – Nielsen Bueno

2 – Diogo Resende

3 – Anderson Vieira

4 – Vinicius Moraes

5 – Igor Reolon

E40

1 – Cassiano Tebaldi

2 – Fernando Teixeira

3 – Willian Meneses

4 – Adriano de Ávila

5 – Cristian Aguiar

E45

1 – Pélmio Simões

2 – Laurindo Filho

3 – Rodrigo Alcy

4 – Frederico Garcia

5 – Maurício Fernandes

E50

1 – Marcos Benvenutti

2 – Marcos dos Reis

3 – Romeu Enrich

4 – Antônio Abreu

5 – Milton Coelho

EAmador

1 – Gabriel Bellaver

2 – Pedro Ferreira

3 – Agenor dos Santos

4 – Roberto Theodoro

5 – João Paulo Marcorio

Este slideshow necessita de JavaScript.

Kawasaki Racing Team soma mais uma vitória na Espanha

imagem_release_1258694

FOTO: KAWASAKI USA / VGCOM

Jonathan Rea, piloto da equipe KRT, segue líder do Mundial de SBK

A Kawasaki Racing Team encerrou a rodada da Espanha com uma vitória e com a manutenção da liderança na categoria principal do Mundial de SuperBike. A 3ª etapa do calendário, realizada nos dias 13, 14 e 15 de abril, no circuito de MotorLand Aragon, foi marcada por grandes disputas entre os ponteiros e também, infelizmente, por um incidente que interrompeu a Corrida 1 realizada no sábado (14). Ainda na terceira volta, os pilotos Leon Camier (#2), Lorenzo Savadori (#32) e Jordi Torres (#81) se enrolaram na pista, na entrada da Curva 11, e os três acabaram indo para o chão. Com a colisão, a prova recebeu bandeira vermelha e teve uma nova largada.

Apesar do início turbulento, o atual campeão, Jonathan Rea (#1), da Kawasaki Racing Team, ocupou a ponta na maior parte da prova e recebeu a bandeirada em primeiro. Mas a vitória não foi fácil. O norte-irlandês encontrou adversários fortes e precisou defender a sua liderança constantemente. Ao longo de quase toda a corrida, Marco Melandri (#33) e Xavi Fores (#12), ambos de Ducati, perseguiram de perto o piloto da Kawasaki e por vezes conseguiram assumir a dianteira. Fores foi quem se saiu melhor e chegou a liderar a prova por um tempo. Porém, nas voltas finais, Rea apertou o ritmo, retomou a ponta e abriu uma pequena vantagem. Os dois adversários acabaram ainda sendo ultrapassados por Chaz Davies (#7), que ficou com o segundo posto.

“As condições de pista foram perfeitas para nós hoje [sábado]. Os pneus funcionaram bem. Consegui desenvolver um bom ritmo e estava confiante, especialmente no final da corrida, quando sabia que seríamos fortes. Eu vi essa prova como nossa chance [de vitória] desde o início. Percebi que todas as cartas estavam ao nosso lado, então, apenas tentei fazer uma corrida limpa. Cometi alguns pequenos erros e, quando Xavi Fores me ultrapassou, tentei entender onde ele era forte para eu melhorar”, comentou Rea.

Já seu companheiro de equipe, Tom Sykes (#66), não teve um grande desempenho na pista espanhola. O britânico largou da terceira posição na Corrida 1 e, com o passar das voltas, foi perdendo colocações. Com um ritmo consideravelmente mais lento que o dos ponteiros, Sykes chegou a cair para oitavo, porém, conseguiu ganhar duas posições e recebeu a bandeirada em sexto.

Na Corrida 2, no domingo (15), a Kawasaki Racing Team voltou a figurar entre os mais rápidos. Apesar disso, não conseguiu assegurar uma nova vitória. Jonathan Rea travou uma bela batalha com Chaz Davies pela liderança, mas dessa vez o piloto da Ducati acabou se saindo melhor. Rea e Davies – primeiro e segundo colocados, respectivamente, no campeonato – aceleraram forte suas motos e duelaram ao longo de todo o último terço de prova. O inglês conseguiu tomar a liderança de Rea e manteve a posição até receber a bandeirada em primeiro. Já o atual campeão, que vinha apenas dois décimos atrás do oponente, cometeu um erro na volta final e ficou com o segundo lugar no pódio.

“Eu joguei tudo para a última volta, mas ‘cozinhei’ demais na Curva 12. Apesar disso, foi divertido. A configuração da moto estava muito boa, embora eu estivesse lutando para desacelerar depois que o pneu traseiro perdeu grip. Com isso, reduzi a tração na entrada das curvas. Parecia que o Chaz tinha o mesmo problema que eu, mas quando ele cometia erros, conseguia manter o mesmo tempo de volta. Parece que agora temos que ser muito precisos durante toda a corrida. Eu não tinha informações de como a corrida iria se sair com a escolha de pneus que fizemos e com o aumento da temperatura. Eu não sabia o que esperar no final, mas fiquei muito feliz. Eu terminei a prova com os pneus sobrando e ainda era capaz de lutar. Agora vamos para Assen”, finalizou Rea.

Enquanto isso, seu companheiro de equipe não teve muito que comemorar no circuito espanhol. Tom Sykes voltou a ter problemas com sua moto e ficou novamente apenas com a sexta posição na Corrida 2.

“Estou realmente sofrendo nas curvas e isso é uma pena. Somos bons em algumas áreas, mas sofri demais na entrada e na finalização das curvas longas. É decepcionante, mas suponho que tenha sido um desses finais de semana. Fiquei surpreso com isso porque na sexta-feira [treinos] fomos mais competitivos, porém, obviamente, todo mundo melhorou e nós não. Hoje [domingo] não consegui muito mais de mim mesmo e estou decepcionado por isso”, lamentou Sykes.

Com os resultados da etapa da Espanha, Jonathan Rea manteve a liderança do Mundial de SuperBike e agora soma 114 pontos. Já Tom Sykes ocupa a sétima posição com 63 pontos. Na disputa entre fabricantes, a Kawasaki manteve a vice-liderança da categoria com 123 pontos.

Dando andamento a sequência do calendário em solo europeu, a Holanda recebe a 4ª etapa do Mundial de SuperBike. Sem intervelos, a próxima rodada será realizada no autódromo TT Assen Circuit, neste final de semana, nos dias 20, 21 e 22 de abril.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Yamaha mantém domínio no Brasileiro de Enduro e vence três categorias

1

FOTO: JANJÃO SANTIAGO

Depois de estrear com domínio em Itupeva, equipe repete o feiro e conquista mais 3 vitórias com seus pilotos, na segunda etapa do Campeonato, em Patrocínio/MG

O português Luis Oliveira deu um verdadeiro show de pilotagem durante todo o final de semana e garantiu mais uma vitória na Categoria E2. O piloto amplia a vantagem na classificação do Campeonato e com duas provas disputadas, abre ainda mais vantagem para o segundo colocado. “Consegui andar muito bem no sábado e conquistei a vitória na minha categoria e na Geral. No domingo também vinha imprimindo um bom ritmo e mantive a liderança durante toda a prova. Mas, antes da última especial começou a chover muito e a pista ficou muito lisa. Acabei caindo na especial e com isso perdi a liderança na Geral, mas ainda consegui a vitória na minha categoria. Não estou feliz com o resultado, pois sei que poderia ter sido melhor”, comentou Luis Oliveira.

Já na categoria E3 o mineiro Rômulo Bottrel mais uma vez foi absoluto. Mostrou superioridade na categoria para motos dois tempos e acima de 450cc quatro tempos. O piloto venceu os dois dias de prova e se mantém invicto na temporada. “Gostei bastante do meu ritmo, principalmente levando em conta que ainda não estou 100% recuperado. Tentei garantir minha categoria e deu certo, foram mais duas importantes vitórias no campeonato. Consegui vencer as 4 etapas do campeonato até aqui e lidero a categoria. Estou me dedicando ao máximo na fisioterapia, pra voltar a forma o mais rápido e lutar pelas vitórias também na Geral”, disse Rômulo Bottrel.

O jovem Patrik Capila mais uma vez foi o grande nome da Categoria Enduro Junior, destinada aos pilotos até 23 anos. O atleta capixaba mostrou domínio e venceu os dois dias da disputa. Além da vitória na sua categoria, ficou com a quarta colocação na classificação geral, mesma posição que ocupa na classificação do Campeonato. “Andei bem durante todo o fim de semana, mas poderia ter evitado alguns erros bobos e ter um resultado ainda melhor. Viajo nesta segunda pra Europa e vou participar de três provas lá, uma pelo campeonato português e duas pelo campeonato Mundial. Essa experiência vai ser muito importante e pretendo chegar ainda mais forte pra Biguaçu, próxima prova do campeonato”, relatou Patrik, que retorna da Europa pouco antes da próxima etapa do Brasileiro.

Ronald Santi teve problemas no final de semana e não saiu satisfeito da prova em Minas. Competindo em seu estado, contava com dois bons resultados, já que a disputa em sua categoria está bastante acirrada. No sábado liderava a prova e teve problemas com o combustível, mas ainda assim conseguiu salvar o segundo lugar na prova, ficando a apenas 4 segundos do líder. Já no segundo dia, também teve problemas e achou melhor abandonar, já que o regulamento prevê dois descartes durante o campeonato. “Final de semana difícil pra mim. No sábado estava ganhando a prova quando tive um problema no carburador, por causa de sujeira na gasolina, mas ainda conseguimos salvar a segunda colocação, a apenas 4 segundos do primeiro colocado. Já no segundo dia tive outro problema logo na primeira especial do dia, perdendo muito tempo e perdendo a oportunidade de conquistar um bom resultado. Mas estou muito feliz com meu desempenho e com minha velocidade. Vamos pra próxima!”, desabafou Ronald Santi.

O próximo compromisso da equipe pelo Campeonato Brasileiro será na cidade de Biguaçú/SC, nos dias 19 e 20 de maio.

Ricardo Martins garante pódio na abertura do Brasileiro de Rally Cross-Country

1

FOTO: D FOTOS

Piloto do Team Rinaldi foi o terceiro colocado na categoria Super Production e quarto na Geral do Rally RN 1500, evento que deu início à temporada 2018

Ricardo Martins levou a Rinaldi ao pódio do Rally RN 1500, evento que deu início a disputa do Campeonato Brasileiro de Rally Cross-Country 2018. O piloto conquistou o terceiro lugar na categoria Super Production e o quarto na Geral, após quatro dias de provas e mais de 800 quilômetros percorridos de motocicleta pelo Rio Grande do Norte, sendo 568 deles de especiais.

Na quinta-feira, dia 12 de abril, os competidores partiram de São Miguel do Gostoso em direção a Assu, totalizando 221km de percurso. Na sexta-feira (13), mais 205 km pela região de Assu. No sábado (14), deixaram o município rumo a Currais Novos, com um trajeto de 214km. E neste domingo (15), finalizaram o desafio em Bom Jesus, após 198 km de corrida.

Ricardo teve um excelente começo, vencendo o primeiro dia na categoria e conquistando o segundo lugar na Geral. No segundo dia, enfrentou dificuldades e foi o quinto na categoria e o 11º na Geral. No terceiro dia, buscou a recuperação, encerrando em terceiro na categoria e quinto na Geral. E no quarto e último dia, finalizou com a terceira posição na categoria e na Geral.

O catarinense avaliou como positivo o resultado. “Foi um verdadeiro teste, passando por largada na areia, encarando o sertão, pedras, cascalho, enfim, os pneus Rinaldi HE 42, especialmente desenvolvidos para rally, se comportaram muito bem. A competição é longa e é preciso ter calma. Acredito ter me saído bem, agora é focar na próxima rodada, tentar somar pontos importantes em busca do título”, disse o tricampeão nacional.

Agora Ricardo terá quase dois meses para se preparar. O Campeonato Brasileiro de Rally Cross-Country 2018 volta a reunir seus competidores durante o Rally Jalapão 500, que será realizado entre os dias 7 e 10 de junho, no Parque Estadual do Jalapão, no interior de Tocantins.

Classificação final após quatro etapas (extraoficial):

Geral

1 – Gregorio Caselani – 8:03:59

2 – Jean Azevedo – 8:04:03

3 – Tunico Maciel – 8:17:49

4 – Ricardo Martins – 8:23:23 (Rinaldi)

5 – Ramon Sacilotti – 8:27:49

Categoria Super Production

1 – Gregorio Caselani – 8:03:59

2 – Jean Azevedo – 8:04:03

3 – Ricardo Martins – 8:23:23 (Rinaldi)

4 – Ramon Sacilotti – 8:27:49

5 – José Hélio Rodrigues – 8:33:55

Este slideshow necessita de JavaScript.

Equatoriano Jetro Salazar é o destaque da segunda etapa do Paranaense de Motocross

jetrosalazar_creditogasparnobrega_4

FOTO: GASPAR NOBREGA

Piloto da equipe Honda Racing Brasil fez participação especial no evento e faturou a categoria principal – MX1. Disputas aconteceram neste fim de semana, dias 14 e 15 de abril, em Mandaguari

O Campeonato Paranaense de Motocross teve sua segunda etapa realizada no fim de semana, dias 14 e 15 de abril, em Mandaguari, cidade localizada na região Norte, a cerca de 30 quilômetros de Maringá. Mais de 300 pilotos alinharam no gate, esquentando a disputa pelos títulos da temporada 2018.

E o grande vencedor da rodada foi o equatoriano Jetro Salazar, atleta oficial da equipe Honda Racing Brasil. Residindo na capital do estado, ele fez uma participação especial no evento e não deu chances aos adversários, vencendo as duas baterias da categoria principal, a MX1.

Os demais primeiros colocados foram: Kauã Fonte Lima na 65cc, Otávio Pedro da Silva na 85cc, Ismael Rojas na Força Livre Nacional, João Vitor Vargas na Intermediária Especial, Edicarlos Barbosa na Intermediária Nacional, Leonardo Cassarotti na Junior, Everton Melo na Light, Caio Grosbelli na Minimotos, Pepê Bueno na MX2, Willian Guimarães na MX3 e na MX4, Adilson Szlachta na MX5 45, Osni Lucio na MX5 50 e Bruna Avila na MXF.

Segundo o presidente da Federação Paranaense de Motociclismo, Gilberto Rosa – o Juba, o evento foi um verdadeiro sucesso. “Arquibancadas lotadas e belos pegas marcaram a segunda etapa. A temporada promete”, disse.

O Campeonato Paranaense de Motocross volta a reunir os competidores nos dias 26 e 27 de maio, em Boa Esperança.

Resultados completos: http://www.fprm.com.br/resultados-motocross-2018.asp

Maior encontro de trilheiros do Paraná impulsiona a economia da cidade de Piên

23435387_531080053896328_365610023_n

FOTO: DIVULGAÇÃO

Comerciantes e moradores veem com bons olhos a realização do evento na região

O 12º Encontro de Trilheiros Tombo na Lama acontece apenas no mês de maio, mas a cidade de Piên já percebe o fomento da economia com a vinda de mais de 2,5 mil motociclistas, além de amigos e familiares, entre os dias 18 e 20. A rede hoteleira quase não possui mais leitos disponíveis para a data.

Restaurantes, postos de gasolina e lojas estão animados com as possibilidades de negócios que se aproximam. Segundo o presidente da Associação Comercial e Industrial, Adriano Siqueira, o evento traz uma receita importante. “Ele oportuniza o desenvolvimento e fortalecimento do município”, afirma.

Para o prefeito, Livino Tureck, o encontro de trilheiros ainda contribui com a divulgação da cidade para todo o Brasil, promovendo o turismo na região. “O Tombo na Lama tem sido um marco para nós. Ele nos apresenta a milhares de pessoas e nos potencializa como destino turístico”, exalta.

As inscrições para o 12º Encontro de Trilheiros Tombo na Lama já estão no segundo lote. O investimento é de R$ 85 e dá direito a participar da trilha de 60km, camisa oficial, café da manhã, lanche no neutro e almoço. Isso sem falar no sorteio de quatro motos Honda, duas CRF 230F e duas CRF 150F. Garanta já a sua no site http://www.rudnickmotos.com.br. Após 15 de maio, apenas no local, pelo valor de R$ 100, e sem o direito a todos os benefícios.

Acompanhe as novidades do 12º Tombo na Lama através do Facebook: www.facebook.com/TomboNaLama

SERVIÇO:

12º Tombo na Lama

Data: 18 a 20 de maio

Largada: 9h quadriciclos e UTVs / 9h30 motocicletas

Local: Motodromo Eduardo Rudnick – Piên (PR)

Inscrições: nos sites http://www.rudnickmotos.com.br e http://www.tombonalama.com.br, ou ainda nas lojas Rudnick Motos, em São Bento do Sul (SC), e Loja Letki, Trigolândia e Lisboa Motos, em Piên (PR).

Hotéis parceiros: Hotel Rudnick – (41) 3632-2106, Hotel Santo Antônio – (41) 3632-1224 e Piazito Park Hotel – (41) 3632-1212.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Maiara Basso abre vantagem no Campeonato Brasileiro de Enduro FIM

2

FOTO: MAURÍCIO ARRUDA/PUBLIX

Atual tricampeã, a gaúcha venceu mais um desafio em sua carreira

Maiara Basso cumpriu seu objetivo na segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2018, realizada no último fim de semana, dias 14 e 15 de abril, na cidade de Patrocínio, localizada na região do Alto Paranaíba, em Minas Gerais. A gaúcha que defende a Pro Tork venceu o desafio e segue invicta na categoria E Feminina.

O circuito contou com três trechos especiais (cronometrados): o Cross Teste Yamaha, de 2 km, o Cross Teste Moto Center Reis, de 3,7 km, e o Enduro Teste Prensato, com 3 km e 100% de terreno arenoso. Em cada dia, os participantes deram três voltas no trajeto, totalizando 384 km percorridos.

Para Maiara, mais uma importante conquista rumo ao título inédito em seu currículo. “Estou muito feliz em abrir 14 pontos de vantagem na classificação. Este é o meu primeiro ano na modalidade, venho tentando me adaptar e confesso que estou gostando bastante”, afirma a tricampeã brasileira de motocross.

De volta ao município de Gentil (RS), ela retoma o treinamento com foco na próxima rodada. O Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2018 irá reunir os competidores nos dias 19 e 20 de maio, em Biguaçu (SC). No que depender da Pro Tork, a atleta estará mais uma vez no lugar mais alto do pódio.