Customização: “The Mighty Four” fará sua primeira aparição no Brasil

honda-cafe-racer-caffeine-custom

FOTO: PAULO PRETZ

Essa Honda CB750 de 1979, transformada em Café Racer estará no BMS 2018

Lançada pelo estúdio “Caffeine Custom” mundialmente em abril, a Caffeine #4, ou “The Mighty Four” tem sua aparição no Brasil confirmada para agosto, durante o BMS, evento que acontecerá em Curitiba entre os dias 17 e 19. O mais impressionante é que essa Café Racer não vem da Europa ou dos Estados Unidos, e sim do Brasil, mais precisamente da cidade de Caxias do Sul.

A criação teve início a partir de uma edição limitada de aniversário da CB750 1979, com apenas 8.000 milhas. Pelas mãos de Bruno Costa (que era designer automotivo antes de trocar sua profissão pela oficina) e do designer gráfico Thiago Zilli, em oito meses de trabalho essa raridade se transformou em uma café racer conhecida mundialmente. “A proposta inicial não foi reinventar o estilo. Mas nos aproveitarmos do que o modelo oferecia de mais especial: um motor original Honda 750cc de oito cilindros. Nós queríamos construir uma café racer, combinando o estilo clássico e elegante com design minimalista”, explicou Bruno.

Detalhes

honda-cafe-racer-caffeine-custom-6

FOTO: PAULO PRETZ

O ajuste de altura foi o primeiro trabalho da lista, o que significou abaixar a suspensão frontal. Depois, eles trocaram a roda traseira Comstar orinal de 17″ por uma aro 18”, o que deu um melhor equilíbrio ao conjunto. Em seguida foi a vez de fazer um novo sub quadro, cobrindo-o com uma rabeta em aço feita à mão. O assento, estofado em alcantara, tem uma aba que esconde uma bolsa para guardar o telefone celular e esconde ainda os componentes eletrônicos: uma central Motogadget e uma pequena bateria de lithium-ion.

Naturalmente, toda a parte elétrica foi redesenhada para proporcionar esse visual minimalista. Uma bela luz traseira em LED completa o trabalho atrás. Na frente, o Caffeine customizou a mesa e um velocímetro analógico exclusivo. As tampas laterais da CB750 não sobreviveram, mas seu inconfundível tanque ainda está lá, com a clássica tampa de alumínio, e agora, carregando um novo logotipo alusivo a esta edição única.

O restante da criação é uma mistura de belas peças originais restauradas com toques sutis. Como o motor estava pouco rodado e funcionando perfeitamente, a opção foi por uma revisão, novas juntas e pintura em preto fosco. Quem quiser vê-la de perto, terá a chance durante o evento BMS, que acontece em Curitiba, de 17 a 19/08.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s