Emerson Loth comemora título do Ibitipoca Off Road

1

Foto: Angelo Savastano

A Pro Tork Racing Team está em festa! Seu piloto, Emerson “Bombadinho” Loth, conquistou o título da 29ª edição do Ibitipoca Off Road, uma das principais provas do calendário nacional de enduro de regularidade para motos. O evento aconteceu no último fim de semana, dias 4 e 5 de agosto, entre as cidades mineiras de Juiz de Fora, Lima Duarte e Conceição de Ibitipoca.

No sábado, Bomba venceu a parte da manhã e da tarde. Já no domingo, mais um primeiro e outro quinto lugares, resultados que lhe garantiram o topo do pódio na categoria principal, a Master. “Estou muito feliz. Há vários anos tento ser campeão do evento e, justo agora, lesionado, consegui me superar para carimbar a vitória. Foi uma prova pesada, com cerca de 400km de percurso”, explica.

O tricampeão brasileiro de enduro de regularidade já está de volta a Curitiba (PR), animado com os preparativos para o próximo desafio. O Enduro da Independência será a última prova da temporada 2018, sendo realizado de 4 e 8 de setembro, também em Minas Gerais. Bombadinho já foi campeão no ano de 2014 e fará o possível para retomar o título.

Primeiro capacete para motos feito em impressora 3D está em fase de testes

honeycomb_completo_pos

FOTO: DIVULGAÇÃO

De acordo com o idealizadores do projeto, o produto é 40% mais eficiente que os modelos convencionais

As impressoras 3D se popularizaram em meados de 2009, quando seu preço se tornou mais acessível graças ao avanço de tecnologias como Arduíno e Raspberry. No começo, era usada exclusivamente por “hobbistas”, pessoas dispostas a passar horas a fio (e desembolsar alguns milhares de dólares) pesquisando, montando e configurando seu equipamento antes mesmo de poder usá-lo. Hoje, no entanto, a impressão 3D já está bem difundida e acessível. Um modelo básico, já pronto para uso, pode ser encontrado por cerca de R$ 2.500,00.

Com isso, surgiram na internet inúmeras opções do quê fazer com tais equipamentos. Desde vasinhos para plantas, bonecos de super-heróis, maquetes, até mesmo peças para carros, suportes e armas de fogo; este último, aliás, fonte de grande preocupação para governantes.

Unindo essa tecnologia a outras, a startup “Ibex Helmets” desenvolveu um novo conceito de capacetes de moto baseado em impressão 3D. Após mais de 2.000 horas de estudos e pesquisas, conseguiram chegar a um produto 40% mais eficiente, usando materiais e técnicas especialmente desenvolvidas para absorção de impacto.

Tecnologia de ponta

comparacao_tamanho

FOTO: DIVULGAÇÃO

Para contornar problemas como eventuais descolamentos de partes, comum em impressões 3D, a equipe de pesquisadores revestiu o produto com camadas de uma substância elastomérica (um tipo de borracha que não rasga e é super leve), tornando a parte externa do capacete segura e quase indestrutível. “A impressão 3D foi fundamental para atingirmos resultados tão satisfatórios. Não seria possível confeccionar uma peça dessas com plástico injetado”, relata Murilo Martinatti, co-fundador da startup.

Outra novidade é a parte interna, que não usa isopor (poliestireno expandido). De acordo com o pesquisador José Roberto de Oliveira, sócio e co-fundador da Ibex Helmets, “o isopor, que deveria absorver o impacto no capacete, sofre deformação máxima de 40%. Depois disso, fica rígido como madeira. Nosso produto tem taxa de deformação próxima de 95%”, relata.

Cada um na sua

ibex face

FOTO: DIVULGAÇÃO

E as novidades não param por aí: o comprador deverá informar não somente o tamanho do seu capacete, mas também seu peso e a potência da sua moto. Com isso, a empresa criou métodos de fazer o produto personalizado e único. “É inseguro vender um capacete com base só no tamanho da cabeça do indivíduo. Por isso, estimamos um mínimo a ser homologado e desenvolvemos uma maneira de adaptar, ainda que sensivelmente, a proteção do usuário de acordo com o seu peso e potência de sua moto”, afirma Oliveira.

A confecção do capacete se baseou no crânio humano que, segundo o especialista, foi “feito para quebrar”. “Nosso capacete natural evoluiu justamente para proteger o cérebro da energia de impacto externo. Ele é poroso exatamente para sofrer essa deformação. O importante, para a mãe-natureza, é não deixar a energia chegar ao cérebro. E o crânio absorve com perfeição o impacto de quedas da nossa própria altura. Com base nisso, fizemos o Ibex Capra Honeycomb”.

O produto, de acordo com os fundadores da empresa, já está em fase de testes. “Estamos em busca de investidores para início do processo de fabricação”, contam os sócios. Após a aprovação pelo Inmetro, que deve ocorrer até o final deste ano, será disponibilizado para vendas ao público com previsão de início em março do ano que vem (2019).

O preço ainda não foi divulgado, mas estima-se que não supere os atuais modelos importados: “Por ser um produto personalizado, feito artesanalmente e não produzido em larga escala, não será possível concorrer com as marcas mais populares. Mas estamos trabalhando para torná-lo o mais barato possível, inclusive, negociando com fornecedores de matéria-prima. Acreditamos que todos devem ter acesso a produtos mais seguros, principalmente se tratando de um capacete de moto”, frisa Martinatti.

Todas as novidades e demais informações podem ser acompanhadas no site da empresa (www.ibexhelmets.com) e também na página do Facebook (facebook.com/ibexhelmets).

Husqvarna inaugura primeira concessionária no Brasil

1

FOTO: DIVULGAÇÃO

Primeira Concept Store da marca vai garantir aos clientes todo o suporte necessário nas áreas de venda, pós-venda e serviços de preparações específicas para competições

Ela chegou! Localizada na Zona Sul de São Paulo, mais precisamente no bairro de Moema, a concessionária Power Husky é a primeira loja FULL RANGE (100% exclusiva da marca Husqvarna Motorcycles) fora da Europa. Com espaço superior a 620 m² (303 m² de Showroom), planejados em parceria com a matriz, na Áustria, a planta contará com três nichos — On road, Off road Motocross e Off road Enduro, — além de boutique e oficina.

Nós acompanhamos de perto a inauguração do espaço, que ocorreu no dia 27/07, última sexta-feira. Apesar da forte tradição nas competições, o foco estará voltado para o segmento Street, retomado pela marca em 2014, quando a Husqvarna Motorcycle apresentou pela primeira vez em EICMA, Itália, os primeiros protótipos dos modelos Vitpilen e Svartpilen.

“O crescimento da marca no off road brasileiro está bem encaminhado com o nosso trabalho nos últimos 5 anos, com a equipe de enduro e devido a tradição da Husqvarna Motorcycles”, comenta Maurício Fernandes, sócio/proprietário da 2W & Fernandes Group, empresa que cuida da importação da Husqvarna Motorcycles. “Agora é hora de voltar a trabalhar a imagem da Husky on-road. Com motos modernas, tecnológicas e exclusivas, como as naked Vitpilen e Svartpilen”, finaliza Maurício.

A Power Husky já está aberta para receber público, e nessa semana, as primeiras motos de test ride já estarão prontas. Os clientes poderão experimentar as motocicletas de teste sem agendamento de horário, e serão guiados por um profissional da loja. A concessionária está localizada na Av. Indianópolis nº 564 – Moema/SP, e o horário de funcionamento é de segunda-feira a sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados, das 9h às 13h.

Os modelos disponíveis no Brasil são:

On road: Vitpilen 701, Svartpilen 401, 701 Supermoto e 701 Enduro.

Off road Enduro: TE 150, TX 300, FE 250, FE 350, FE 450 e FE 501.

Off road Motocross: TC 65, TC 85, FC 250, FC 350 e FC 450.

Os demais modelos da marca podem ser vistos no site:

www.powerhusky.com.br

Este slideshow necessita de JavaScript.

Conheça a Harley-Davidson Blue Edition, a moto mais cara do mundo

1

FOTO: DIVULGAÇÃO

Para a construção dessa motocicleta foram necessárias 2.500 horas de trabalho

Parem as máquinas! A Bucherer, marca suíça de relógios e jóias, apresentou em parceria com a Bündnerbike, a Harley-Davidson Blue Edition. O lançamento aconteceu no primeiro semestre e essa moto já é considerada a moto mais cara do mundo, avaliada em US$ 1.79 milhões (algo em torno dos R$ 6,4 milhões).

Inspirada na Harley-Davidson Softail Slim S, o modelo recebeu atualizações e acabamento premium. Com elementos decorativos dignos top de linha e muito modernos, em suas especificações estão incluídas luzes de LED resistentes ao calor e um motor iluminado por dentro.

Chamando no luxo

2

FOTO: DIVULGAÇÃO

Seu aspecto luxuoso se deve, em grande parte, aos acessórios banhados a ouro que pintam determinados pontos da motocicleta – isto sem esquecer as seis camadas de tinta azul que ela levou para chegar à tonalidade final. E para fechar com chave de ouro, uma jóia fina e um relógio da Bucherer foram colocados neste modelo e estão protegidos por um vidro blindado.

Para a construção da Harley-Davidson Blue Edition foram necessárias 2.500 horas de trabalho, oito especialistas de cada empresa e um ano de trabalho entre desenho e produção.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Harley-Davidson prepara estratégia para a construção de novas motocicletas

1

FOTO: DIVULGAÇÃO

O projeto inclui novos produtos em segmentos de motocicletas adicionais, acesso mais amplo e compromisso de fortalecer as concessionárias

A “fábrica de sonhos” não para de trabalhar! Para inspirar ainda mais pessoas em todo o mundo a experimentar a empolgação de pilotar uma motocicleta, a Harley-Davidson acaba de compartilhar detalhes de seu plano de crescimento até 2022, o “More Roads to Harley-Davidson”. Em um mundo em rápida mudança e com novas demandas do consumidor, essas ações apoiam os objetivos da marca para 2027, com maior foco e investimento estratégico para revigorar os negócios nos EUA e, ao mesmo tempo, acelerar o ritmo de crescimento internacional.

“As ações ousadas que estamos anunciando alavancam as vastas capacidades e o poder de fogo competitivo da Harley-Davidson – nossa excelência no desenvolvimento e fabricação de produtos, o apelo global da marca e, claro, nossa grande rede de concessionárias. Juntamente com nossos leais clientes atuais, lideraremos a próxima revolução da liberdade em duas rodas, para inspirar os futuros pilotos que ainda não pensaram na emoção de pilotar”, disse Matt Levatich, Presidente e CEO da Harley-Davidson Inc.

Resultado de uma avaliação bastante abrangente e que incorpora a perspectiva de “cliente em primeiro lugar”, o plano More Roads to Harley-Davidson inclui novos produtos, acesso mais amplo e concessionárias mais fortes. “Esperamos que este plano resulte em uma comunidade Harley-Davidson expandida e engajada, com uma base de pilotos mais diversificada, juntamente com margens e fluxo de caixa referências para a indústria”, comenta Levatich.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Controle na Mão!

1

FOTO: DIVULGAÇÃO

Nova Honda CBR 1000RR Fireblade 2018 chega com grafismo atualizado e muita tecnologia

Em evento que reuniu a imprensa especializada, a Honda lançou a versão 2018 da nova CBR 1000RR Fireblade, que recebeu atualizações de grafismo das carenagens que reforçam a esportividade do modelo. Ela foi apresentada ao público durante o Salão Duas Rodas 2017, em uma edição comemorativa aos 25 anos de produção mundial e com produção limitada a 25 unidades.

Esta nova geração está mais leve (redução de 15kg) e 11cv mais potente, o que assegurou uma relação peso/potência recorde de 14% a mais que a versão anterior. E as atualizações não param por aí! Uma das novidades deste modelo é o pacote eletrônico composto por uma unidade de medição de inércia (IMU), novo módulo de controle de tração regulável (HSTC) e sistema de seleção do modo de condução da motocicleta (RMSS).

Tecnologia das pistas

2

FOTO: DIVULGAÇÃO

A nova CBR 1000RR Fireblade traz linhas que remetem aos modelos de competição da Honda Racing Corporation (HRC). Em toda a concepção do projeto, menor peso, mais potência e controle total da motocicleta foram os principais pontos de atenção. De acordo com Marcos Barros, que participou do test ride, a moto é muito forte e fácil de pilotar. “Essa máquina apresenta muita tecnologia embarcada, com itens disponíveis nas motos de competição. Mesmo com toda essa força, ela é muito fácil de guiar e conta com opções que tornam a condução muito mais divertida”, afirma Barros.

Uma nova era

4

FOTO: DIVULGAÇÃO

Um dos pontos que mais se destacam na nova CBR 1000RR Fireblade é a aplicação do conceito “Nova era do Controle Total”, que se faz presente a todo o momento e foi levada à risca na criação do projeto. O foco era audacioso, e visava elevar a tecnologia, desempenho e segurança em níveis nunca atingidos por uma motocicleta desta categoria. Neste pacote tecnológico estão inclusos sistemas como uma unidade de medição de inércia (IMU) de 5 eixos, que faz a análise da moto em todos os planos e comanda o sistema TCS de controle de torque regulável (HSTC).

Esse comando promove a tração enviada à roda traseira, por meio da ECU do sistema de injeção e do acelerador eletrônico (Throttle-by-wire).  Já os novos freios ABS (também gerida pela IMU), oferecem uma função de controle de elevação da roda traseira RLC – (Real Lift Control), onde quaisquer diferenças detectadas entre a velocidade das duas rodas ativam o sistema.

Preço

7

FOTO: DIVULGAÇÃO

O preço sugerido é de R$ 69.900,00 na versão CBR 1000RR Fireblade, que está disponível na cor vermelha, e R$ 79.900,00 na versão CBR 1000RR Fireblade SP, inspirada nas cores de competição HRC (branco, azul e vermelha), sem despesas de frete e seguro.

FICHA TÉCNICA:

 

CBR 1000RR Fireblade

MOTOR

Tipo: DOHC, 4 cilindros, 4 tempos, arrefecimento líquido

Cilindrada: 999,8 cc

Potência máxima: 191,7 cv a 13000 rpm

Torque máximo: 11,82 kgf.m a 11000 rpm

Transmissão: 6 velocidades

Sistema de partida: Elétrico

Combustível: Gasolina

CAPACIDADES

Tanque de combustível/Reserva: 16,1 litros

Óleo do motor: 3,4 litros

DIMENSÕES

Peso seco: 177 kg (SP) / 178 kg (ABS)

 

CBR 1000RR Fireblade SP

MOTOR

Tipo: DOHC, 4 cilindros, 4 tempos, arrefecimento líquido

Cilindrada: 999,8 cc

Potência máxima: 191,7 cv a 13000 rpm

Torque máximo: 11,82 kgf.m a 11000 rpm

Transmissão: 6 velocidades

Sistema de partida: Elétrico

Combustível: Gasolina

CAPACIDADES

Tanque de combustível/Reserva: 16,1 litros

Óleo do motor: 3,4 litros

DIMENSÕES

Peso seco: 177 kg (SP) / 178 kg (ABS)

Pilotando à moda mineira!

Bike Fest Tiradentes_Cred_Fred Mancini_

FOTO: FRED MANCINI/DIVULGAÇÃO

Em sua 26ª edição, o Bike Fest Tiradentes movimentou a cena motociclística de Minas Gerais. Como de costume, o evento atraiu motociclistas de diversas cidades e ajudou a aquecer a economia local

“Foi o melhor Bike Fest que eu já participei!”, diz Marcos Barros. Assim começamos esta reportagem, que abrange tudo que rolou na 26ª edição do Bike Fest Tiradentes, evento que aconteceu de 20 a 24 de junho no Hotel Santíssimo Resort, na cidade de Tiradentes, em Minas Gerais. O encontro apresentou resultados favoráveis para a cidade mineira e também para o setor de duas rodas. Com uma programação que contou com desfile de modelos imponentes, lançamentos exclusivos e até algumas raridades, o Bike Fest contou com a presença de 30 mil pessoas, que movimentaram cerca de R$ 18 milhões em negócios, o que fez a alegria dos comerciantes locais. “Todo ano, o Bike Fest é um marco na cidade de Tiradentes e movimenta muito o comércio da região. Os hotéis ficam sempre cheios, os bares ao redor estão sempre lotados, enfim, todos os setores acabam sendo movimentados financeiramente”, afirma Barros.

Agito cultural e financeiro

Bike Fest Tiradentes_Cred_Fred Mancini_1

FOTO: FRED MANCINI/DIVULGAÇÃO

O evento contou com a presença de marcas como Honda, Harley-Davidson, BMW e Triumph, e teve 52 estandes que foram divididos entre motocicletas e acessórios. De acordo com levantamento do Grupo Berg e Production Eventos, empresas responsáveis pelo Bike Fest, o giro financeiro foi superior ao esperado. “O Bike Fest vem se consolidando a cada ano e essa foi mais uma edição de sucesso e que superou nossas expectativas. Registramos vendas expressivas de motos, acessórios e no comércio da cidade. Ao todo, os expositores venderam 87 motocicletas, que junto com serviços e produtos oferecidos, movimentaram mais de R$ 18 milhões em negócios”, revela Jordano Berg, um dos organizadores.

Entre as novidades para esse ano podemos citar a ampliação dos serviços e as apresentações musicais. Nos estandes havia serviços de troca de pneus, pequenos reparos, adesivação, além de estacionamento para motocicletas. Outra ação que surpreendeu o público foi a realização do test ride das montadoras Honda e Harley-Davidson, que teve bastante aceitação dos presentes.

As ações sociais e sustentáveis também estiveram na pauta da organização. “Em prol da sustentabilidade foi realizado o plantio de árvores nas áreas de preservação permanente e fizemos a separação do lixo produzido, ações que nos renderam certificado do Instituto Okisigeno, que foi entregue durante o evento”, revela Milton Furtado, da Production Eventos.

As estrelas da festa

Bike Fest Tiradentes_Cred_Fred Mancini_2

FOTO: FRED MANCINI/DIVULGAÇÃO

As fabricantes aproveitaram para selecionar suas motos mais cobiçadas para expor aos visitantes. Entre os modelos que mais chamaram a atenção do público estão a CBR 1000RR Fireblade, a maxi-scooter X-ADV e a bigtrail CRF 1000L Africa Twin, da Honda. A nova Tiger 800 e Tiger 1200, e a Bonneville T100 Black, da Triumph, também causaram muito furor entre os motociclistas.

Saímos com aquele gostinho de quero mais, porém, já estamos renovando as energias para o evento do próximo ano. Que venha o Bike Fest Tiradentes 2019!