Yamaha forma instrutores com foco na pilotagem de scooters

1

FOTO: YAMAHA/DIVULGAÇÃO

Os scooters conquistam cada vez mais os brasileiros em função de sua praticidade e facilidade de condução. Contudo, é fato de que este tipo de veículo, como o NMax 160 ABS e o Neo 125, tem suas peculiaridades, como ausência de embreagem, câmbio automático do tipo CVT e até mesmo a ciclística – que privilegia sobretudo a agilidade no uso urbano – e na dinâmica de condução. Para explorar o máximo que podem oferecer, sempre tendo a condução segura como objetivo principal, a Yamaha realizou pela primeira vez no Brasil um treinamento exclusivo e de alto nível para este tipo de veículo.

Para isso, a Yamaha Motor do Brasil pôde contar com um de seus principais instrutores da marca em todo mundo. O japonês Kato Yoshiaki iniciou sua carreira como piloto, disputando inclusive os campeonatos mundiais de 125 e 250cc. Durante sua trajetória em vários países como Espanha, Alemanha, Itália e Japão, o Instrutor do YRA (Yamaha Riding Academy) competiu ao lado de nomes como Valentino Rossi.

O curso foi realizado nas instalações da Concessionária Ecovias em São Paulo e foi ministrado a 10 instrutores de pilotagem da YRA do Brasil, que como primeiro teste para certificação pelo YRA do Japão, instruiu funcionários da Ecovias que são motociclistas.

Parceria

2

FOTO: YAMAHA/DIVULGAÇÃO

A Parceria entre a Yamaha Motor do Brasil e a Ecovias não é nova, acontecendo outras vezes, inclusive com outros instrutores de pilotagem vindos do Japão. “Sabemos que a maioria dos acidentes que envolvem motociclistas acontece, na maioria das vezes, quando os condutores não seguem regras básicas de segurança. Um treinamento como este, de pilotagem defensiva orientado pela Yamaha com funcionários da Ecovias, vai ao encontro de uma das principais metas da concessionária e da Artesp, que é a de reduzir cada vez mais o número de acidentes nas rodovias paulistas”, comenta Douglas Albiero, analista de tráfego da Ecovias.

Para Kato Yoshiaki, “por ser considerado um veículo de entrada, boa parte dos usuários são principiantes no mundo das duas rodas e com pouca experiência. E apesar de serem fáceis de pilotar e aparentemente inofensivos, os scooters não deixam de ser uma motocicleta, por isso é preciso aprender regras e técnicas para uma pilotagem defensiva, mais segura e por fim mais prazerosa”. E completa: “Ao istruir o público que chega ao motociclismo, estaremos disseminando a segurança”.

Além da instrução focada em scooters, o renomado profissional japonês também ministrará um outro curso, desta vez focado em motocicletas de alta cilindrada, e utilizará as MT-07, MT-09, MT-09 Tracer e a aventureira XTZ 1200 Super Ténéré.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s